12 de março de 2020
Samsung anuncia o inédito Galaxy S20 no Brasil, a partir de R$ 5.499; veja primeiras impressões

Aparelho é um dos principais lançamentos da empresa no ano e conta com câmera de 108MP e 'supertela'. Especificações são parrudas, muito além do necessário para usuário comum; zoom de 100x tem pouca definição.

A Samsung anuncia no Brasil, nesta quarta-feira (11), os novos Galaxy S20, um dos principais lançamentos da empresa no ano. Eles foram anunciados em fevereiro, durante evento nos EUA.

Sucessor do Galaxy S10, o modelo pulou algumas numerações por um motivo: evoluiu em diversos aspectos em relação à geração anterior. A tela ficou melhor e com maior definição, a câmera está mais potente e o smartphone como um todo, mais rápido.

Outra diferença está em como a linha foi apresentada: a Samsung "matou" o Galaxy S10e, versão de entrada do modelo, e criou um novo do topo de linha Galaxy S20 Ultra, que conta com todas as configurações mais parrudas da linha.

A venda dos smartphones começa no dia 3 de abril.

Veja os preços dos novos Galaxy S20:

  • S20: R$ 5.499, com 128GB de armazenamento e 8GB RAM
  • S20+: R$ 5.999, com 128GB de armazenamento e 8GB RAM
  • S20 Ultra: R$ 7.999, com 128GB de armazenamento e 12GB RAM
  • S20 Ultra: R$ 8.499, com 512GB de armazenamento e 16GB RAM

Os novos Galaxy S20 são uma reação à crescente onda de bons smartphones com sistema operacional Android que outras marcas têm lançado no mundo.

A Huawei investiu em câmeras superpotentes, a Xiaomi oferece funcionalidade e preço baixo, o Google traz fotografia com inteligência artificial, e a OnePlus investe em supertelas. Embora alguns desses aparelhos não estejam no Brasil, a Samsung focou em juntar algumas dessas inovações em um único smartphone.

Câmera

Uma das demandas mais comuns dos consumidores de smartphones é também uma das características principais da linha S20: as câmeras.

Elas chamam atenção pela capacidade de aproximação e definição. Nos modelos S20 e S20+, o zoom conta com inteligência artificial e capacidade de aproximação de até 30x.

Mas o destaque fica com as supercâmeras do S20 Ultra, que permite tirar fotos com até 108 Mega pixel de definição e também conta com um zoom de até 100x.

Tecnicamente, o smartphone conta com um sistema de lentes "dobradas", em que a luz passa por um sistema de espelhos que permite ampliar a imagem antes que ela chegue ao sensor. O zoom óptico, que é feito exclusivamente com as lentes, atinge até 4x, e o aparelho consegue um zoom de 10x com bastante qualidade.

A qualidade do zoom, varia de acordo com a distância. No zoom de 30x, a qualidade se perde bastante, mas ainda parece uma câmera de smartphone.

Com mais que isso, e principalmente próximo de 100x, a imagem é bastante pixelada e com pouca definição. É mais impressionante pela capacidade do que pela qualidade.

As imagens de 108 MP impressionam pela definição, mas ocupam bastante espaço no armazenamento (cerca de 20MB cada). A câmera ainda tem capacidade de filmar em 4K e 8K.

Tela, bateria, processador

Nas especificações técnicas, o S20 Ultra é bastante parrudo.

Ele vem para o Brasil com processador Exynos 990, de fabricação da própria Samsung e, nesse modelo, há opção de memória de 12GB e 16GB — uma especificação melhor que a de muitos computadores.

É muito, mas evita que aplicativos fechem sozinhos por causa de falta de memória.

A Samsung também permite utilizar uma função que determina que alguns aplicativos sempre fiquem funcionando, mesmo quando não estão sendo utilizados. Essa função deve ser aproveitada por usuários que demandam tarefas específicas.

Os aparelhos também são bem grandes. O S20 Ultra, por exemplo, tem display de 6,9 polegadas. Os modelos S20+ e S20 têm, respectivamente 6,7 e 6,2 polegadas. A título de comparação, o iPhone 11 Pro, maior modelo da Apple, tem 5,8 polegadas.

Pra quem joga, a tela do S20 conta com uma novidade interessante: há a opção de aumentar a taxa de atualização do visor. Por padrão, ele vem com 60Hz, mas é possível ampliar para 120Hz.

Isso significa que as imagens apresentadas tem melhor transição e são mais suaves — na prática, aumentar essa velocidade pode significar a diferença entre vitória ou derrota em um jogo de tempo real, por exemplo. Ela acaba também melhorando a usabilidade do sistema Android.

Porém, é preciso escolher: o smartphone não permite usar a taxa de 120Hz e manter a tela com resolução de 3200 x 1440, apenas a padrão de 2300 x 1080.

As diferentes versões vêm com capacidades de bateria distintas, 4.000 mAh para o S20, 4.500mAh para o S20+ e 5.000mAh para o S20 Ultra.

As baterias são grandes o bastante para aguentar os mais variados usos dos smartphones, com as opções de taxa de atualização da tela, filmagem em alta definição e até de usar a rede 5G, onde ela estiver disponível — esse recurso não estará disponível nos aparelhos que serão vendidos no Brasil.

A marca diz que, para a linha S20, prefere entregar os aparelhos com a conexão que o mercado local suporta atualmente. A rede 5G ainda está em discussão no Brasil e deve começar a ser oferecida apenas no ano que vem.


Fonte: g1.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001