30 de janeiro de 2020 às 15h40m
Honda CB 650R tem pré-venda aberta por R$ 37.900

Modelo, que substitui a CB 650F, chega às lojas em março; G1 avaliou o modelo. Sua variante esportiva, a CBR 650R, também pode ser encomendada por R$ 39.500.

A Honda anunciou nesta quarta-feira (29) o início da pré-venda da nova CB 650R. O modelo foi um dos principais destaques do Salão Duas Rodas 2019 como substituta da CB 650F e chega às lojas em março de 2020.

Sua variante esportiva, a CBR 650R, também pode ser encomendada por R$ 39.500. Apesar de a CB 650R chegar apenas nos próximos meses, o G1 rodou com o modelo antecipadamente na Europa.

Veja como ficaram os preços da linha 650:

  • CB 650R: R$ 37.900
  • CBR 650R: R$ 39.500

Para a CB 650R as cores disponíveis são azul, vermelho e prata, enquanto a CBR 650R tem opções vermelho e cinza. Ambas contam com freios ABS, controle de tração e embreagem deslizante de série.

Veja as principais novidades das motos:

  • Novo visual
  • Suspensões invertidas na dianteira
  • Controle de tração
  • Painel de LCD
  • Embreagem assistida e deslizante
  • Iluminação total de LED

Na linha 650, as principais mudanças estão na naked CB 650 R, que vai substituir a CB 650F — a mudança de F para R é para "puxar" a pegada "racing", de corrida. A moto tem desenho completamente novo, um misto de retrô e moderno.

O motor, que equipa CB 650R e CBR 650R, também ganhou nova admissão e exaustão, para melhorar a entrega de potência. No exterior, chegou a 95 cavalos, mas, no Brasil, ficará em 88,4 cv a 11.500, por causa das regras de emissão de ruído, ou seja, 0,1 cv a menos que a atual CB 650F.

As 650 também ganharam controle de tração, e embreagem deslizante, suspensões invertidas. O chassi, que foi renovado, rendeu a redução de 1,9 kg.

Alterações na ergonomia

A posição de pilotagem de ambas foi revista. Na CB 650R, o guidão foi avançado em 13 mm e está 8 mm mais baixo, alterações que foram complementadas pela elevação das pedaleiras em 6 mm e recuo de 3 mm.

A CBR 650R também recebeu medidas diferentes na posição de pilotagem, com os semi-guidões avançados em 30 mm.

 


Fonte: autoesporte.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001