21 de janeiro de 2020 às 09h21m
Milhares protestam na Virgínia contra restrições a armas

Milhares de pessoas armadas com revólveres e fuzis semiautomáticos cercaram nessa segunda-feira (20) a sede do governo estadual da Virgínia, em Richmond, para protestar contra uma série de leis que devem restringir o direito à compra e posse de armas.

Sob temperatura negativa e um vento seco e insistente, elas cantavam o hino nacional americano e berravam “liberdade, liberdade, liberdade!”.


Não houve episódios de violência durante a manhã, mas o protesto ocorreu sob palpável tensão. Havia receio de que a situação fugisse do controle, com a presença de tantos grupos radicais. Em 2017, um protesto de supremacistas brancos em Charlottesville, uma cidade próxima de Richmond, terminou em violência -um homem atropelou intencionalmente uma multidão ali, deixando um morto e 19 feridos.


Nos dias que antecederam o protesto desta segunda-feira, o FBI prendeu três membros de um grupo radical de direita que tinha planos de ir a Richmond e cometer atos de violência. Nesse contexto, o governador democrata Ralph Northam decretou um estado de emergência temporário pelo qual foi proibido o porte de arma nos arredores da sede do governo até a terça-feira (21) à tarde.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001