07 de janeiro de 2020 às 10h02m
Vacina para prevenir o Alzheimer funciona em laboratório e deve ser testada em humanos até 2022

Os testes clínicos foram realizados em camundongos

Segundo estudo publicado na revista médica Alzheimer’s Research & Therapy, uma vacina aplicada em camundongos funcionou e será testada em humanos até 2022. Os testes foram desenvolvidos com o objetivo de prevenir o Alzheimer. As informações são da Revista Galileu.

Para isso, os pesquisadores criaram um tratamento que remove aminoácidos conhecidos como placas beta-amiloides (AB) do cérebro, e evita a presença de proteínas chamadas tau hiperfosforilada nos neurônios. Segundo membros da equipe responsável pelos testes, essas duas substâncias estão ligadas ao surgimento de quadros de demência.

De acordo com Nikolai Petrosky, um dos membros responsáveis pelo estudo, com a diminuição do acúmulo das moléculas de AB/tau é possível retardar a progressão do Alzheimer em muitos pacientes. Apesar de outros medicamentos já terem sido testados com o objetivo de combater a doença que atinge mais de 45 milhões de pessoas em todo o Mundo, segundo dados do Instituto Alzheimer Brasil (IAB), nenhum havia combinado a prevenção dessas duas moléculas (A e da tau) em apenas uma vacina.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001