26 de novembro de 2019 às 16h14m
Com salários e 2ª parcela do 13º, Governo do Ceará vai injetar mais de R$ 2,7 bi na economia em um mês

Além da segunda parcela do 13º, os recursos são referentes às folhas de pagamento dos meses de novembro e dezembro do funcionalismo público estadual


Os 158.922 servidores ativos, inativos e pensionistas do Governo do Ceará vão receber a segunda parcela do 13º salário de 2019 no próximo dia 20 de dezembro, informou o governador Camilo Santana, nesta terça-feira (26), durante bate-papo com a população pelas redes sociais. O recurso aportado pelo Estado será de R$ 537 milhões. O chefe do Executivo estadual comunicou que, dentro de um mês, o Estado vai injetar R$ 2 bilhões e 712 milhões na economia cearense, somando com os pagamentos das folhas de novembro e dezembro.

“São quase 160 mil servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado. Paguei a primeira parcela do 13º em julho, em torno de R$ 500 milhões, e iremos pagar a segunda parcela no dia 20 de dezembro. São mais R$ 537 milhões. Vamos fazer aqui uma conta. Dia primeiro de dezembro vou pagar o salário de novembro: R$ 1 bi e 70 milhões. Dia 20 (de dezembro) pago mais R$ 537 milhões do 13º. E dia primeiro de janeiro (de 2020) pago mais o salário de dezembro, que é mais R$ 1 bilhão e 103 milhões. Ou seja, nesses 30 dias serão mais de R$ 2,7 bilhões injetados na economia do estado do Ceará. Isso significa que as pessoas vão poder comprar mais, a economia vai gerar mais empregos, o comércio vai se movimentar. Isso é importante, vocês não imaginam o papel nesse momento do Estado no aquecimento da economia cearense” detalhou Camilo Santana.

O governador destacou ainda que o trabalho responsável que vem sendo feito nos últimos anos tem garantido ao Governo do Ceará, mesmo em meio a uma crise nos entes federativos, o poder de horar com seus compromissos junto ao funcionalismo público. “Tem estado que ainda não pagou nem o 13º salário de 2018 e o Ceará tem mantido rigorosamente o pagamento dos seus servidores. Garantir o equilíbrio fiscal do Estado é um compromisso que não abro mão”, reforçou o chefe do Executivo estadual.


Mais investimentos

A região do Cariri, importante polo econômico cearense, vai receber um novo investimento do Estado. Camilo aproveitou a oportunidade para anunciar que o Governo planeja instalar no local uma distribuidora de gás natural, que inicialmente deve servir às indústrias, mas podendo chegar ao uso residencial. “Vamos fazer uma central de distribuição de gás natural para as empresas e possivelmente poderá ser utilizado na rede domiciliar. O gás natural é um importante combustível para as empresas, fonte de energia mais barata e ambientalmente mais correta. A Cegás (Companhia de Gás do Ceará), empresa do Estado, já está com o projeto e em breve vou estar no Cariri para lançar esse projeto importante para a região”, comunicou.

Sobre a inauguração da Escola de Gastronomia e Hotelaria construída em Fortaleza pelo Governo do Ceará, Camilo Santana disse que o espaço deve ser entregue à população no início do próximo ano e se interligar a um equipamento cultural que a região vai ganhar. “A Escola está pronta em sua estrutura física e estamos comprando os equipamentos". Ele destacou a parceria com o Sesc/Senac, aprovada pela Assembleia Legislativa, e a conexão do equipamento com a Estação das Artes Belchior, na atual Praça da Estação. "Ali vai ser uma pinacoteca, vamos restaurar todos os galpões, urbanizar todo o entorno. Vai ser um novo espaço importante e cultural para a cidade de Fortaleza”.

Segurança hídrica

O Ceará pode estar próximo a receber as águas do Rio São Francisco bombeadas pelo projeto de transposição. Camilo Santana disse que no último final de semana as obras foram acompanhadas de perto por representantes do Estado e do Governo Federal, responsável pela intervenção. “Ás água já foram bombeadas da última estação, que é em Salgueiro (PE), e já estão com destino ao Ceará. O ministro (do Desenvolvimento Regional) Gustavo Canuto esteve sábado (23) com o secretário dos Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira, visitando essa obra. A perspectiva é que a água chegue na nossa barragem de Jati (CE) em março do ano que vem e a partir daí entre no Cinturão das Águas, obra que o Estado está fazendo em parceria com o Governo Federal, e vá até o Riacho Seco pelo canal, em Missão Velha (CE). A partir dali a gente lança a água com destino ao (açude) Castanhão. É uma obra importantíssima para dar segurança hídrica ao estado do Ceará”, explicou o governador.

Valorização

Área prioritária em sua gestão, a segurança pública vem recebendo atenção especial. Entre as ações planejadas, está a valorização dos profissionais. Camilo falou sobre uma série de reestruturações já promovidas na Polícia Militar com o intuito de melhorar e reconhecer o trabalho dos policiais.

“Esse é um trabalho contínuo desde quando assumi o governo em 2015. Uma das grandes reclamações da Polícia Militar eram as promoções. Lembro que as pessoas reclamavam que passavam 20 anos na Polícia e não conseguiam uma promoção. Além de ter uma melhoria salarial, a promoção é um reconhecimento do trabalho do policial. Durante o ano de 2015, nós criamos uma comissão, dialogamos com as entidades representativas e fizemos a melhor lei de promoções de policiais do país. Só no meu primeiro governo promovemos quase 15 mil profissionais. Vamos fazer agora no final do ano novas promoções. Segundo ponto foram as melhorias salariais. Comprometi-me de pagar os servidores da segurança pública a média salarial do Nordeste e fiz isso. Já criei uma nova comissão esse ano para discutir melhorias para os próximos anos. Praticamente fiz uma revolução nas horas extras da Polícia Militar, multiplicando por quase cinco o valor. Então, temos feito todo um trabalho de reestruturação e de melhoria para o trabalho da nossa Polícia Militar”, avaliou o gestor.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001