30 de outubro de 2019 às 06h44m
Governo do Ceará já recuperou quase 400 km das rodovias estaduais danificadas pelas chuvas

As obras do Programa de Recuperação das Estradas cearenses seguem em ritmo acelerado. Dos 1.732 quilômetros previstos no pacote de intervenções, 391,48 quilômetros já tiveram seus trabalhos de recuperação asfáltica concluídos, dos quais 232,34 km estão sendo sinalizados e 97,48 km aguardam a colocação dos informativos

A notícia foi repassada pelo governador Camilo Santana nesta terça-feira (29), durante bate-papo com a população pelas redes sociais (Facebook e Instagram). O chefe do Executivo estadual aproveitou a ocasião para atualizar mais dados da força-tarefa de recuperação das CE’s, que só de profissionais para a execução dos serviços está empregando nove mil pessoas.

“Iniciamos essa semana o trecho Itapipoca – Itapajé, na CE-186, e também o trecho da CE-176, de Arneiroz a Antonina do Norte. No total, são sete trechos já entregues, 13 finalizados e em processo de sinalização, 15 trechos com pavimentação em andamento e cinco começando já no início de novembro. São cerca de 700 quilômetros que estão sendo recuperados e aproximadamente 400 km que já foram entregues desde o início desse processo de restauração das estradas do Ceará. Nossa meta é até o final do ano termos todas as estradas entregues aos cearenses com segurança, recuperadas e confortáveis. Estamos investindo cerca de R$ 220 milhões, fora todos os investimentos em estradas novas e as que estamos duplicando”, informou Camilo.

O investimento do Governo do Ceará é de R$ 219,4 milhões e as melhorias alcançam diretamente 86 municípios. Até o final do ano, 59 trechos de rodovias cearenses terão recebido melhorias, incluindo 29 segmentos de acesso para rodovias federais. Os serviços incluem pavimentação, revestimento asfáltico e sinalização.

Concursos

Como faz desde o mês passado, o governador vem atualizando as pessoas aprovadas em concursos públicos realizados pelo Estado sobre as próximas etapas. Hoje, ele relembrou as datas de diferentes certames. “O da Secult dia 5 de novembro eles vão se apresentar. São 103 concursados no primeiro concurso da história da Secult. A última turma dos agentes penitenciários vai se apresentar dia 31 de outubro (próxima quinta-feira). A ideia é que esses agentes já iniciem seus trabalhos nas novas unidades prisionais. A primeira já será agora em novembro. Os bombeiros passam a trabalhar a partir do dia 2 de dezembro. A Ematerce são 263 aprovados e a Funceme são 40. Acredito que já na próxima terça-feira anuncio novidades de um dos dois concursos. A Seduc a homologação vai ser dia 27 de dezembro e a convocação a partir de 2020”, disse o governador.

Em período de crise econômica, uma das grandes preocupações das pessoas e dos gestores públicos é com a geração de emprego e renda. O chefe do Executivo elencou uma série de ações que o Governo do Ceará vem pondo em prática para fomentar novas oportunidades para os cearenses. “O Estado tem feito um esforço muito grande quando a gente atrai um hub aéreo, hub tecnológico, hub portuário. Tenho viajado para outros países e estados brasileiros buscando atrair empresas para o Ceará, temos uma política forte de incentivos fiscais. Esse ano temos tido um resultado positivo na geração de emprego mesmo em um momento difícil da economia brasileira. As obras que o Estado faz, para vocês terem uma ideia, são quase nove mil profissionais trabalhando só nas obras de restauração e recuperação das estradas cearenses. Quando o Estado tem condições de fazer concurso público nós também estamos gerando oportunidades de novos empregos. Esse é um conjunto de ações que o Estado tem feito para garantir a geração de emprego para o nosso povo”, reforçou.

Além dessas iniciativas destacadas pelo governador, o Estado deve colocar em prática ainda este ano o Programa Superação, fruto da sanção de um Projeto de Lei do Executivo que estabelece uma política direcionada à juventude por meio da criação de oportunidades para jovens na faixa etária de 15 a 29 anos. O programa deve priorizar os jovens de famílias cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Camilo Santana explicou como deve funcionar o novo programa. “Nós já estamos selecionando e vamos começar por Fortaleza. São 10 mil jovens que não estão em nenhuma política pública do Estado e que não estão na escola. Nós estamos buscando esses jovens nas comunidades, identificando essas pessoas. Nós criamos esse programa para acolher esse jovem, que vai receber uma bolsa paga pelo Estado, passar por uma formação. Nós precisamos dar uma oportunidade de trabalho e esperança de vida para essa juventude cearense”, detalhou o governador.

Novos batalhões

Sucesso na área da segurança pública, as equipes do Raio estão sendo levadas a diversos municípios como forma de combater a criminalidade. Camilo informou que o planejamento para expandir o grupamento a novas cidades já está feito e deve ocorrer até o final de 2022. “Meu compromisso é de até o final do meu segundo mandato todas as cidades acima de 30 mil habitantes terem um batalhão funcionando. Já implantei em todas as cidades com mais de 50 mil habitantes. Aqui em Fortaleza tinha pouco mais de 100 profissionais e hoje são cerca de 700. Vamos ampliar também na Região Metropolitana. Esse ano já vamos inaugurar três novas bases nessas cidades com mais de 30 mil habitantes: Paracuru, Itarema e Mauriti, que também vão receber o sistema de videomonitoramento”, ressaltou o governador.


Fonte: Governo do Estado Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001