26 de outubro de 2019 às 19h26m
Governador Camilo Santana determina reforço de força-tarefa para prevenir chegada de mancha de óleo no litoral

O Governo do Ceará reuniu, na tarde desta sexta-feira (25), no Palácio da Abolição, representantes de várias secretarias estaduais com o objetivo de monitorar manchas de óleo no litoral cearense

Participaram ainda o coordenador da bancada do Ceará no Congresso, deputado Domingos Neto, o tesoureiro geral da Aprece, Francisco Menezes Júnior, além da presidente do Sindfrios, Elisa Gradvohl, e a diretora do Labomar, Maria Ozilea Bezerra de Menezes.

A reunião foi conduzida pelo secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, que também esteve reunido durante toda a manhã de hoje com o comando da Marinha. Élcio reforça que o trabalho de limpeza de praias e o resgate de animais já está sendo feito há mais de um mês pelo Governo do Ceará, contudo foi percebida a necessidade de dar um passo adiante. “Reunimos todos os órgãos competentes para nos antecipar. Queremos trabalhar a prevenção, intensificar o monitoramento, somar esforços para reduzir o impacto em nossa fauna e flora marítimas”, endossa.

Amanhã, dia 26, haverá a distribuição de EPI’s (máscaras, luvas e botas) pela Semace, que serão entregues ao Corpo de Bombeiros, Marinha, colônias de pescadores e prefeituras. A prevenção em alto-mar ocorrerá de forma colaborativa entre Corpo de Bombeiros, Marinha, Sindfrios e Labomar. Reforçando o acompanhamento das atividades, a Funceme irá estabelecer metodologia de monitoramento via satélite, com o objetivo de diagnosticar com rapidez possíveis manchas de óleo. A CIPP S/A dará suporte na supervisão dos trabalhos através de contato direto com embarcações, bem como atuará para conter os resíduos que possam comprometer a foz do rio Curu.

Em relação ao monitoramento da faixa de areia, o Corpo de Bombeiros e a Patrulha Ambiental atuarão em sistema de plantão 24h com equipes de pronta-resposta de urgência e emergência, contando com apoio de equipes da Semace, Sema, Detran e Marinha. Helicópteros da Ciopaer reforçarão a força-tarefa com sobrevoos diários nas costas leste e oeste e o Nutec estará encarregado de estruturar periodicamente pesquisas e análises de água, óleo e alimentos. Para intensificar as ações de retirada de óleo nas praias, a Secretaria de Obras Públicas disponibilizará infraestrutura (retroescavadeiras) e patrulha fixas.

Para mais informações sobre aparecimento de óleo nas praias e achado de animais oleados, a população deve acionar os seguintes órgãos:

– 190 (Ciops – Defesa Civil e Emergência)

– 0800.2752233 (Semace)

– 3101.3545 (Batalhão da Polícia Ambiental)

 

Histórico de ações

Desde o dia 25 de setembro, o Governo do Ceará vem reunindo todas as entidades que possam colaborar com o combate à mancha de óleo que vem atingindo o litoral do Nordeste, de forma a mitigar seus efeitos no Ceará. Desde então, foi formado um Grupo de Trabalho – com representantes de vários órgãos – que se reúne semanalmente para planejar e executar ações de monitoramento e limpeza.

Todos os recursos do governo estão disponíveis num grande esforço conjunto. Integrantes do Grupo de Trabalho, servidores das prefeituras envolvidas e voluntários já recolheram mais de 1000kg de óleo e areia das praias, notadamente Sabiaguaba, Prainha, Caponga, Aracati, Paracuru, Paraipaba, Canoa Quebrada, Barreiras, Praia das Fontes e Morro Branco, em mais de 20 mutirões de limpeza, dando assistência, com ONGs parceiras, aos animais oleados.

Estão sendo também elaborados planos de prevenção para contenção – ainda no mar, inclusive com a ajuda da Marinha e CIPP/SA – de possíveis novas manchas que venham a surgir. O Governo do Estado continua de prontidão e continuará agindo, dentro do limite de suas responsabilidades constitucionais, até que toda situação esteja efetivamente sob controle.

 

 


 


Fonte: Governo do Estado Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001