13 de outubro de 2019 às 11h17m
Governador ressalta equilíbrio fiscal e reconhece contribuição dos fazendários para o Estado

O governador Camilo Santana participou, na manhã deste sábado (12), das comemorações ao Dia do Servidor Fazendário – celebrado em 28 de setembro, ao Dia do Servidor Público (28 de outubro) e aos 183 anos da Secretaria da Fazenda

A celebração ocorreu no histórico Cineteatro São Luiz.

Em sua fala, logo na abertura do evento Ser Fazendário, o governador ressaltou que, mesmo durante esta que talvez tenha sido uma das piores crises vividas no Brasil, afetando diretamente a vidas das pessoas, o Ceará se mantém em equilíbrio. “Aqui fizemos um esforço muito grande para manter o Estado equilibrado, com seus servidores recebendo pagamentos em dia, com melhorias, investimentos, e isso tudo ninguém faz somente com a vontade, se faz com recursos. O que a Secretaria da Fazenda faz é o grande pilar para que o Estado possa, concretamente, operacionalizar suas ações”.

De acordo com Camilo Santana, quando o Estado consegue investir em pessoas, cumpre o seu papel e seus agentes cumprem com a função de melhorar a vida das pessoas.

“82% da população do Ceará utilizam o Sistema Único de Saúde, precisa de UPA, de um hospital púbico, de uma Policlínica, e, principalmente na crise aumentou o número de pessoas atendidas no serviço público, porque as pessoas saíram dos planos de saúde. Além disso, mais de 80% dos alunos do Ceará são de escolas públicas, e, para a gente é um orgulho muito grande quando o Ceará tem a melhor educação pública do Brasil”, apontou o governador. “Mas para a gente fazer isso, precisamos ter recursos”, afirmou, destacando o papel da Sefaz no Estado.

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, avaliou que o Ser Fazendário se conecta às emoções, estruturado em valores. “A construção da Secretaria da Fazenda, na sua construção de propósito passa por propósitos individuais. Que cada um de nós possa reconhecer seus propósitos individuais e a parcela que nos cabe na sociedade”, disse Pacobahyba.

Élcio Batista, secretário-chefe da Casa Civil, enfatizou a característica que seria particular ao Estado do Ceará. “Sua organização depende de duas estruturas básicas. Uma é a garantia da vida das pessoas, portanto a segurança é uma tarefa básica do Estado. A outra, é o fato de ser a única instituição que pode tributar”, relacionou. “Então, os fazendários representam uma carreira no Estado muito importante, que representa a essência do Estado”, finalizou.

Participaram da manhã de comemoração os secretários Flávio Jucá, da Secretaria do Planejamento e Gestão; Inácio Arruda, da Secitece (Secretaria da Ciência, Tecnologia e Superior); Marcus Rattacaso, delegado-geral da Polícia Civil; o deputado federal e ex-secretário estadual da Fazenda, Mauro Filho e representantes de diversas outras secretarias. Os vereadores de Fortaleza Idalmir Feitosa e Ronivaldo, servidores da Sefaz, também prestigiaram o momento que foi finalizado após a palestra “Ética no serviço público”, proferida por Leandro Karnal – historiador, doutor em História Social (USP) e professor na Unicamp. Antes houve apresentações da Banda de Música da Polícia Militar e Orquestra da Casa de Vovó Dedé.


Fonte: Governo do Estado Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001