20 de setembro de 2019 às 10h33m
AL: Comissão Especial de Desenvolvimento apresenta relatório das regiões

A Comissão Especial de Desenvolvimento Regional das Regiões de Planejamento do Estado da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE) apresentou, na manhã de ontem (19), o documento Regiões de Planejamento do Ceará – Um diagnóstico preliminar.

“Trata-se de uma síntese de aspectos relevantes que servirão como base para o desenvolvimento das 14 regiões do Estado”, explicou o presidente do colegiado, deputado estadual Salmito Filho (PDT).

Segundo ele, o estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), abarcando os 15 municípios com maiores resultados de Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, revelou que oito estão na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), respondendo por 60,65% do PIB estadual.

O documento apresenta também que, sobre os empregos formais gerados no Estado, Fortaleza concentrou a sua maior parte, com 70,34% em 2010 e 69,81% em 2015. Já as regiões do Cariri e de Sobral ficaram com a segunda e terceira a posição, respectivamente. “Esses dados mostram claramente um diagnóstico da disparidade de desigualdades sociais”, destacou Salmito.

Em relação à questão dos resíduos sólidos, o relatório aponta que no Ceará ainda predominam os lixões, mesmo havendo aterros sanitários nos municípios de Caucaia, Aquiraz, Brejo Santo, Mauriti, três na Grande Fortaleza e dois no Cariri. O deputado Romeu Aldigueri (PDT) acrescentou que no Sertão Central há uma experiência que merece destaque. “Uma empresa particular está construindo, com recursos próprios, um aterro particular que atenderá a população daquela região”, detalhou o parlamentar.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001