25 de agosto de 2019 às 20h10m
Governador ressalta economia criativa em visita à XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará

O penúltimo dia da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará foi marcado pela visita do governador do Ceará Camilo Santana, que foi recebido pelo secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano Piúba.

Em um passeio pelo Centro de Eventos do Ceará, onde acontece a maior parte da programação da Bienal do Livro, o governador visitou espaços como a Praça do Cordel, e os stands dos Povos Indígenas, do Comitê Gestor de Expressões Culturais Afro-brasileiras, e da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS). Com o tema "As Cidades e Os Livros", a Bienal do Livro acontece até este domingo (25), com entrada franca.

Sempre interagindo com o público, Camilo parabenizou a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) pela realização do evento e ficou impressionado com a quantidade de pessoas que passaram pelo CEC. "Estou impressionado com o momento e com a alegria das pessoas. Saio daqui estimulado. Foram milhares de pessoas e de alunos que passaram por aqui e eu fico muito feliz. Aqui é um ponto de encontro da diversidade, da nossa cultura", destacou.

O investimento do Governo do Ceará em cultura e educação são prioridade, segundo o governador. "Mesmo com esse cenário difícil de recessão econômica, a gente enxerga na cultura uma econômia criativa. Só numa Bienal dessas são três mil pessoas trabalhando. Vemos então que a cultura gera oportunidade e transforma vidas. Sempre digo que educação e cultura são libertadoras. A gente tem focado isso. Desde o primeiro ano de governo temos focado nisso de ampliar os recursos para essas áreas", ressaltou.

Camilo também comentou a homenagem feita ao artista cearense Sérvulo Esmeraldo nesta Bienal do Livro. "É uma grande homenagem que se faz ao Sérvulo e deu um tom especial à Bienal", afirmou.

A XIII Bienal Internacional doLivro do Ceará acontece de 16 a 25 de agosto, sob o tema "As Cidades e Os Livros". São dez dias de programação intensa, não apenas no Centro de Eventos do Ceará, mas em vários locais de Fortaleza e até de outros municípios. 

No Centro de Eventos, espaços temáticos abrigam palestras, mesas-redondas, oficinas e bate-papos, além de uma feira com mais de 150 expositores e de lançamentos de 112 livros. Sob esse formato, a Bienal chega a sua 13ª edição reconhecida como um ambiente para a fruição artística, além de importante espaço de construção das políticas do livro, leitura, literatura e bibliotecas, criando momentos para ouvir a opinião da sociedade e das entidades envolvidas.  

A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará é apresentada pelo Ministério da Cidadania e pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Realizada pelo Instituto Dragão do Mar, Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult, e Governo Federal, a Bienal do Livro conta com os patrocínios de Bradesco, Cagece, Grendene e Cegás, e com os apoios de Fecomércio, Sebrae, Universidade de Fortaleza (Unifor), Unilab, TV Ceará, Sistema Verdes Mares, Grupo O Povo, Café Santa Clara, RPS Eventos, Câmara Cearense do Livro, Sindilivros-CE, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), Associação Nacional de Livrarias (ANL), Prefeitura de Fortaleza e das Secretarias de Educação (Seduc), Turismo (Setur), Cidades (SCidades) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (Secitece).



Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001