14 de agosto de 2019 às 09h54m
TRE-CE, ALCE e CMFor discutem em Audiência Pública o cadastramento biométrico em Fortaleza

Foi realizada nesta terça-feira, 13/8, no Complexo de Comissões Técnicas Permanentes da Assembleia Legislativa, Audiência Pública para discutir o andamento da revisão biométrica em Fortaleza. Participaram o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Haroldo Máximo; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, dep. José Sarto; o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Antônio Henrique; membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da AL; deputados estaduais e vereadores.


O presidente do TRE, desembargador Haroldo Máximo, reforçou a necessidade dos eleitores não deixarem o procedimento para última hora. "O TRE preparou um grande esquema de atendimento, em 15 locais de Fortaleza, para que os eleitores tenham muitas opções no momento de fazer a biometria. O procedimento é simples, não leva mais do que 10 minutos. Quem não se programar, e deixar para os últimos meses, poderá enfrentar dificuldades para ser atendido", destacou.

O presidente da Assembleia, dep. José Sarto, afirmou que "a nossa preocupação é chamar a atenção do fortalezense para que faça o cadastramento biométrico, pois quem não fizer terá várias punições, mas eu creio que a mais contundente é com relação à democracia. Se os títulos forem cancelados, certamente, um número menor de eleitores vai participar do pleito. E hoje, é imperativo que na democracia tenhamos a maior participação possível", frisou.

Na Audiência Pública, o secretário de TI, Carlos Sampaio, apresentou informações sobre a biometria na capital: média diária e projeções de atendimento, as repercussões para quem não comparecer ao cadastramento biométrico obrigatório até 29/11 e os 15 locais de atendimento disponibilizados pela Justiça Eleitoral para facilitar o deslocamento dos eleitores da Capital.

Os parlamentares reconheceram os esforços do TRE para ampliar o atendimento e apresentaram sugestões de divulgação para o alcance do maior número de eleitores.

Dos 1.778.796 eleitores de Fortaleza, 743.583 ainda não fizeram a biometria obrigatória, o que representa 41,8%. Para ser atendido, basta levar documento de identidade oficial com foto e comprovante de residência a um dos 15 postos de atendimento de Fortaleza. Para maior comodidade, o eleitor pode marcar dia e hora que deseja ser atendido, ligando para o telefone 148 ou acessando o site www.tre-ce.jus.br.

Caso não realize o procedimento até 29/11, o título será cancelado e o eleitor ficará impedido de:

- votar;
- candidatar-se;
- inscrever-se ou receber o Bolsa Família;
- emitir passaporte;
- fazer matrícula em instituições públicas de ensino;
- contrair empréstimos em bancos oficiais;
- tomar posse em cargo público;
- receber salário (se for servidor público).

Atendimento na Capital

De segunda a sexta, das 10 às 19h, e aos sábados, das 10 às 17h:

- Posto do Via Sul Shopping;

- Posto do Shopping Parangaba;

- Posto do Shopping Benfica;

- Posto do North Shopping Jóquei;

- Posto do Shopping Riomar Fortaleza;

- Posto do Shopping Iguatemi;

- Posto do Shopping Riomar Kennedy.

De segunda a sexta, das 8 às 17h:

- Central de Atendimento ao Eleitor, na Praia de Iracema;

- Centro de Cidadania e Direitos Humanos, no Conjunto Ceará (Av. Alanis Maria Laurindo de Oliveira, 461);

- Vapt Vupt de Messejana;

- Vapt Vupt do Antônio Bezerra;

- Unidade Móvel no Fórum Clóvis Beviláqua;

- Posto do Parque das Crianças;

- Posto na Universidade Estadual do Ceará;

- Posto na Assembleia Legislativa.

 


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001