09 de agosto de 2019 às 10h40m
Praças Mais Infância promovem inclusão social e lazer aos cearenses

Equipamentos que fazem parte do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Estado, Onélia Santana, as Praças Mais Infância vêm sendo implantadas pelo Governo do Ceará em diversos municípios, desde fevereiro de 2018

Equipamentos que fazem parte do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Estado, Onélia Santana, as Praças Mais Infância vêm sendo implantadas pelo Governo do Ceará em diversos municípios, desde fevereiro de 2018, através das politicas públicas da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos humanos (SPS). Ao todo, serão construídas 32 praças, com investimento total da ordem de R$ 30 milhões.

“A premissa básica do projeto da Praça Mais Infância é a sua função lúdica, que é o brincar. Todos os elementos são voltados para os pequenos, mais para além deles também para toda a população, é um equipamento de grande impacto pois atende todas as idades”, destaca a diretora de Projetos de Edificações, Aline Cordeiro.

Em sua maior parte (70%), os recursos são provenientes de empréstimos feitos pelo Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e aplicados por meio do Programa de Apoio às Reformas Sociais do Ceará (Proares III), desenvolvido pela SPS. Há ainda participação da receita estadual (10%) e municipal (20%).

As praças comuns já são essencialmente espaços de socialização e integração cultural das comunidades. Sendo assim, o diferencial das Praças Mais Infância é o foco nos benefícios para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional das crianças, estimulando um crescimento proativo e saudável.

Para atender aos pequenos cearenses e suas famílias, essas estruturas estão equipadas com bloco de apoio (administração, depósito, banheiros e fraldário), quadra poliesportiva, academia ao ar livre, playground, bicicletário, pergolado e espirobol. Em média, possuem uma área de 3.000 m², e sua implantação, desde a fase de projeto até a construção, é supervisionada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP).

Até o momento, 12 desses espaços já foram entregues à população cearense, beneficiando os municípios de: Viçosa do Ceará, Acaraú, Maranguape, Aquiraz, São Benedito, Pacatuba, Sobral, Pentecoste, Amontada, Granja, Crato, e mais recente, a praça de Camocim, inaugurada no último dia 7.

Dona Luzenira Silva, moradora do bairro Mirandão, no Crato, se mostra bastante satisfeita com os benefícios que o novo equipamento vai trazer ao local: “Uma praça dessa, toda bonita e cheia de brinquedo só traz felicidade pra gente! Aqui antes só tinha mato! E o melhor é que os pais, os filhos, os idosos e todo mundo vai poder aproveitar!”, vibra.

Outros 18 equipamentos estão previstos para serem implantados em: Boa Viagem, Caucaia, Cascavel, Itapipoca, Itarema, Maracanaú, Quixadá, São Gonçalo, Tianguá, Trairi, Icó, Canindé, Iguatu, Granja, Mauriti, Crateús, Acopiara e Juazeiro do Norte. Além disso, duas praças encontram-se em processo de licitação, com municípios ainda a serem definidos.

O Programa Mais Infância

Lançado em 2015, o Mais Infância Ceará é resultante da articulação da primeira-dama Onélia Santana; um programa social que tem apoio do Governo Federal em parceria com as secretarias do Estado, prefeituras, iniciativa privada e entidades da sociedade civil.

Entre suas ações estão a assistência em educação e saúde com visitas aos municípios mais pobres, além da construção de espaços públicos adequados para o desenvolvimento infantil, promovendo uma rede de fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

O programa é estruturado em três eixos principais: o Tempo de Crescer, o Tempo de Brincar e o Tempo de Aprender:

O Tempo de Crescer vai abordar o desenvolvimento sociemocional e cognitivo infantil de forma integral. Para isso, é realizado um acompanhamento domiciliar em que os agentes públicos visitam e orientam as famílias com crianças de 0 a 6 anos nos municípios mais carentes, com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH);

O Tempo de Crescer foca nos benefícios que atividades lúdicas coletivas, brinquedos e esportes podem proporcionar às crianças através de espaços públicos projetados para esse fim. As Praças Mais Infância e Brinquedopraças são exemplos desse eixo.

O Tempo de Aprender prioriza o direito à educação de qualidade em espaços multidisciplinares, abrangendo a implantação desde creches e pré-escolas até os Centros de Educação Infantil (CEI).


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001