02 de julho de 2019 às 12h33m
Icó registra a menor taxa de mortalidade infantil da história

Icó alcançou no ano passado a menor taxa de mortalidade infantil da história.

A informação foi passada pela secretária de Saúde do município, Dra Orianna Nunes, na última semana, durante reunião com equipe e coordenadora regional da pasta, Dra Luciana Barreto, que se reuniram para comemorar os dados e anunciar a retomada das obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na região. 

"2018 foi o ano em que morreu menos crianças na história de Icó. Comemorar a vida é um sentimento muito nobre. Temos no momento a menor taxa de mortalidade infantil de todos os tempos", registrou a secretária, que também atribuiu os dados ao empenho e compromisso da prefeita Laís Nunes. 
"Laís é mãe e uma mulher com uma força incrível. Ela, enquanto gestora de Icó, sabe a importância desta luta e se comprometeu para que acontecesse, de fato, a redução da mortalidade infantil. Atingir essa marca é muito mais que trabalho; é uma honra, uma glória para o nosso povo", ressaltou. 
Unidade de Pronto Atendimento (UPA)
De acordo com a coordenadora regional de Saúde, o Governo do Estado do Ceará manifestou interesse, em parceria com a Prefeitura de Icó, de retomar às obras da UPA e entregar todos os equipamentos para o seu pleno funcionamento. 

"De acordo com informações que representantes do Governo nos passaram, a UPA de Icó deve ter entre 70% a 80% de sua estrutura física concluída. O Governo tem simpatia por esse equipamento público que em muito ajudaria a saúde local e regional. Com a UPA funcionando, será um caminho curto para também chegar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em nossa cidade", explicou Luciana Barreto


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001