22 de maio de 2019 às 06h42m
Prática de exercícios físicos podem melhorar a região do cérebro que relacionada a memória, releva pesquisa

Um estudo publicado recentemente no Jornal da Sociedade Internacional de Neuropsicologia explica que a atividade física de forma moderada, regular e orientada pode mudar a forma como o cérebro trabalha e melhora imediatamente a memória.

Foram selecionados para a pesquisa 32 idosos fisicamente ativos, entre 55 e 85 anos. Eles precisavam ir ao laboratório duas vezes por semana. A região cérebral relacionada à memória se mostrou muito mais ativa depois do exercício do que do descanso semanal.

De acordo com a Larissa almeida Gomes personal trainer da AYO Fitness Club, muitos experimentos atuais têm mostrado que o cérebro dos adultos se renova e se remodela de forma muito diversa, dependendo dos hábitos e do estilo de vida do indivíduo. “O exercício é capaz de regular melhor a função de determinadas regiões cerebrais, entre elas, a relacionada da memória. Isso não vai apenas te ajudar a limpar a sua mente, mas ajuda a controlar um pouco de sua ansiedade e também melhora a capacidade do seu cérebro de armazenar e recordar suas memórias e informações”, explica.

As pesquisas apontam que atividades aeróbicas, por exemplo, fazem muito bem a memorização e ao desempenho cerebral. “A corrida, por exemplo, ajuda a proteger a memória dos impactos negativos que o estresse crônico e fadiga provocam no hipocampo, parte do cérebro responsável pela memória e a aprendizagem e que inclusive pesquisas recentes apontam que a atividade física impacta de forma potencial para ajudar a prevenir o Alzheimer”, disse Larissa Almeida.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001