18 de abril de 2019 às 08h07m
Centro Dragão do Mar comemora 20 anos com programação especial

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura completa vinte anos de história no próximo dia 28 de abril. Inaugurado oficialmente em 1999 pelo Governo do Ceará, o CDMAC tem uma trajetória de luta crescente

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura completa vinte anos de história no próximo dia 28 de abril. Inaugurado oficialmente em 1999 pelo Governo do Ceará, o CDMAC tem uma trajetória de luta crescente que o alçou ao posto de um dos principais agentes articuladores do campo cultural e artístico cearense, tendo conquistado relevância e reconhecimento nacional pelos esforços inéditos em difusão, criação e formação em arte, com o objetivo de promover o acesso democrático aos direitos culturais. É por isso que, sob o tema “Dragão da Liberdade – 20 anos de arte e conhecimento”, o Centro Dragão do Mar dá início, no dia 27 abril de 2019, a uma série de ações que celebram essa trajetória.

Realizada pelo Governo do Ceará, através do Instituto Dragão do Mar (IDM), organização social responsável pela direção e gestão do centro cultural, a programação de aniversário se inicia no dia 27, às 20h, com o show do compositor cearense Fausto Nilo, no Teatro Dragão do Mar. “O título do show, Esquina do Brasil, é de uma canção que fala da Praia de Iracema. Estou aproveitando para homenagear o Dragão e nosso querido Evaldo Gouveia, parceiro nessa canção”, destaca o artista. Entre as canções do repertório da noite, estão “Dorothy Lamour”, “Meninas do Brasil”, “Pão e Poesia” e “Pedras que Cantam”. Fausto Nilo – que, além de poeta, é arquiteto – desenhou, junto do amigo Delberg Ponce de Leon, as linhas arrojadas e hoje tão famosas do Centro Dragão do Mar.

Dando continuidade à programação, às 21h30, na Arena Dragão do Mar, será realizada a inauguração do painel “Dragão do Mar, o herói abolicionista”, que homenageia o jangadeiro Chico da Matilde, cujo legado inspirou a construção do centro cultural e cuja alcunha batizou a instituição. Durante a solenidade, será feito ainda anúncio de uma série de ações estratégias e programação especial para 2019, como o lançamento da Medalha Dragão do Mar, a nova Maloca Dragão e as reformas que se seguirão ao longo do ano, no centro cultural. Fechando a programação, às 22h30, uma festa com DJs marca o lançamento das edições 3 e 4 da Revista Dragão do Mar.

“Essas ações comemorativas têm o objetivo não só de celebrar as conquistas de todos nós – gestores, produtores, artistas e público – até aqui, mas de selar um pacto pela continuidade de uma política pública de cultura que não pode mais regredir. É daqui para frente. Pelo direito à arte, à vida cultural. Pelo direito de sonhar”, define Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar. Além da programação, o público poderá conferir ainda, a partir do dia 27 de abril, uma série de painéis informativos que, expostos ao longo de todo o centro cultural, contam a história e relembram momentos marcantes dessas duas décadas de Centro Dragão do Mar.

Pesquisa
Uma das primeiras ações do ano 20 do Dragão é o lançamento do livro “Eles dizem não ao não – Um estudo sobre a geração N”. Publicada pela Editora Dragão do Mar, a pesquisa foi encomendada pelo IDM ao Laboratório das Artes e das Juventudes (LAJUS) da Universidade Federal do Ceará, sob organização da socióloga e pesquisadora Glória Diógenes. O lançamento será realizado no dia 30 de abril, às 18h, no Auditório do Centro Dragão do Mar, e terá mesa com Glória Diógenes, Paulo Linhares e Élcio Batista, secretário-chefe da Casa Civil.

“Esta pesquisa mapeou o conjunto de elementos materiais, sociais e culturais que determinam, em grande medida, o comportamento, os desejos e anseios de um contingente de quase 700 mil jovens considerados “nem-nem” e “nem-nem-nem” no Estado do Ceará”, explica Paulo Linhares. Segundo ele, a geração N é formada por jovens nascidos entre 1990 e 2002, oriundos de famílias de baixa renda, residentes na sua maioria na periferia das grandes e médias cidades, que estão sem estudar, sem trabalhar e que, em certos casos, desistiram até mesmo de procurar empregos.

“Esse relatório vai, portanto, nos ajudar a nortear as políticas públicas dirigidas a esses jovens no Ceará, através das Escolas Criativas”, afirma Paulo. As Escolas Criativas são as instituições de formação geridas pelo Instituto Dragão do Mar sob contrato de gestão com a Secretaria da Cultura do Estado. São elas: Escola Porto Iracema das Artes, Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, Centro de Formação Artística do Centro Cultural Bom Jardim, Centro de Formação Olímpica, Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, Theatro José de Alencar, Vila da Música e Casa de Saberes Cego Aderaldo.

SERVIÇO

Abertura do ano 20 do Centro Dragão do Mar – “Dragão da Liberdade – 20 anos de arte e conhecimento”. Quando: dia 27 de abril de 2019 (sábado). Hora: a partir das 20h. Onde: no Teatro e Arena Dragão (Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema). Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001