15 de fevereiro de 2019 às 11h07m
Calmaria: Jericoacoara pretende receber 70 mil turistas em fevereiro, diz secretário

A badalada praia de Jericoacoara, localizado no litoral do Ceará, vive dias de descanso.

Depois de um Réveillon considerado um dos melhores do mundo com 100% de ocupação e de um período intenso de férias, a cidade vive dias de calmaria. Diferente de janeiro e dezembro, onde o movimento de pessoas foi intenso, durante esse mês a cidade pretende receber 18% a menos de turistas do que no período de férias.

O secretário de turismo de Jijoca de Jericoacoara, Ricardo Gusso, explica que esse é o momento ideal para quem quer encontrar uma cidade mais tranquila e aproveitar com a família. “Estamos esperando uma ocupação de 82% de turistas, ou seja, 70 mil pessoas na cidade nesse mês, um número relativamente menor do que foi encontrado no mês anterior. Muitas pessoas preferem fugir da agitação, o perfil da cidade muda um pouco após as festas de fim de ano, então esse é o momento ideal para conhecer quem deseja curtir a cidade de forma mais calma”, disse.

A expectativa do comércio não é diferente. Em uma das principais barracas da região, a Alchymist Beach Club, o movimento também diminuiu em fevereiro e pretende se manter mais brando nos próximos dias. “Após intensa movimentação em dezembro e janeiro, onde chegamos a receber mais de 1.000 pessoas por dia no estabelecimento, esse mês o movimento está mais calmo por aqui. A nossa expectativa é receber 400 pessoas por dia durante esse período e também se preparar para o carnaval em março, que promete ter uma grande ocupação de turistas”, explica Gladson dos Santos, gerente do espaço.

Ana Maria Oliveira, 53 anos, mora em Fortaleza e faz mais de 10 anos que não vai a Jericoacoara. Tem muita vontade de ir ao local novamente, mas não é fã de locais muito agitados. “Quero aproveitar esse período que terá menos turistas, sinto que posso aproveitar melhor as belezas da cidade e ir aproveitar com minha família. Provavelmente, fevereiro será o mês que visitarei após 10 anos Jericoacoara novamente”, conclui.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001