06 de janeiro de 2019 às 08h07m
Semace: digitalização de processos amplia o número de análises e agiliza licenciamento

O número de relatórios de análise e monitoramento (Ramas) examinados pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) cresceu em 1.128%, de janeiro a novembro de 2018, em relação ao mesmo período do ano anterior.

O número de relatórios de análise e monitoramento (Ramas) examinados pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) cresceu em 1.128%, de janeiro a novembro de 2018, em relação ao mesmo período do ano anterior. A informação é do balanço parcial da Gerência de Análise e Monitoramento da Semace (Geamo), emitido nesta quinta-feira (3).

O Rama é uma autodeclaração apresentada pelo empreendedor interessado em tirar ou renovar licenças ambientais. Nos primeiros onze meses de 2018 foram verificados 8.241 Ramas, frente aos 671 no mesmo período de 2017.

Segundo o gerente da Geamo, Gustavo Gurgel, a digitalização dos processos de licenciamento é um dos principais fatores para o aumento

Outro avanço realizado pela Semace em 2018, foi o aumento no número de parâmetros analisados no monitoramento ambiental, que chegou ao número recorde de 7.721, até novembro. Na lista, estão os parâmetros analisados nos exames de praias e recursos hídricos.

A perspectiva para este ano é agilizar mais ainda as análises, de acordo com Gustavo Gurgel.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001