20 de junho de 2018 às 10h33m
Aeroporto de Fortaleza terá R$ 800 mi para expansão

O grupo alemão Fraport AG iniciou, ontem, as obras de ampliação e modernização do Aeroporto Internacional Pinto Martins (Fortaleza Airport).

O investimento no projeto é de R$ 800 milhões para a realização das fases 1B e C. Este orçamento une a contratação do consórcio, a compra de equipamentos, o desenvolvimento e a gestão do novo prédio. Entre as principais mudanças no aeroporto estão a ampliação do terminal de passageiros, adequações no sistema viário e das vias de taxiamento, além da expansão de pista de pousos e decolagens. O prazo para o fim das obras é maio de 2020.

De acordo com o governador Camilo Santana, o novo aeroporto, que teve gestão assumida pela Fraport Brasil em janeiro deste ano, vai permitir um melhor desenvolvimento da Capital, principalmente na questão do turismo doméstico e internacional, tendo em vista o início de operações do Hub Nordeste das empresas Air France-KLM-Gol, no mês passado. “É muito importante o início dessas obras para se ter um aeroporto mais moderno, confortável e amplo. Além de garantir a ampliação de voos, das conexões do hub”, disse. Até o fim de 2018, o Aeroporto de Fortaleza passará de oito para 50 operações internacionais por semana, para a Europa, América Central, Estados Unidos e África. “Fora os voos nacionais”, acrescentou.
A solenidade de lançamento da Pedra Fundamental foi realizada no entorno das construções do terminal, contando com a participação do governador Camilo Santana; da presidente da Fraport Brasil, Andreea Pal; e de executivos do consórcio construtor Método e Passarelli – ­deu início às obras de expansão.

Desenvolvimento


“Há uma perspectiva importante de crescimento da cidade, da oferta de empregos, da economia. Até porque o stopover (parada gratuita) já começou”, continuou o chefe do Executivo. O serviço, ofertado pelas companhias aéreas Air France-KLM-Gol Linhas Aéreas Inteligentes, possibilita que os clientes passem três dias na capital cearense, durante conexão, sem alteração de tarifa na passagem.
Segundo analisa a presidente da Fraport, Andreea Pal, as intervenções no terminal são símbolos do desenvolvimento aeroportuário do Ceará e do Brasil. “Com um grande time de especialistas, a Fraport Alemanha (AG Frankfurt Airport Services Worldwide) e Brasil fizeram o impossível se tornar possível para cumprir a curto prazo estabelecido para a aquisição do Aeroporto de Fortaleza. Hoje, depois de uma longa espera e de inúmeros esforços, oficializamos o início das obras com todas as permissões e licenças necessárias. Isso não seria possível sem o suporte da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Procuradoria da República, do Governo do Ceará e da Prefeitura de Fortaleza”, afirmou a executiva.

O Aeroporto de Fortaleza é o um dos dois terminais brasileiros que serão operados pela empresa alemã durante as próximas três décadas. Além do aeroporto cearense, o Aeroporto Internacional Salgado Filho, de Porto Alegre, será administrado pela Fraport Brasil, subsidiária da Fraport Frankfurt Airport Services Worldwide. A operadora, que soma a movimentação de mais de 60 milhões de passageiros por ano na Alemanha, tem gestão de 30 aeroportos pelo mundo.

Na América do Sul, o grupo alemão administra do Aeroporto Internacional Jorge Chávez, em Lima, no Peru, que tinha um movimento em torno de seis milhões de passageiros por ano, a exemplo do que acontece no terminal de Fortaleza. E, em pouco mais de dez anos de operação, conseguiu triplicar o volume de passageiros, bem como o número de companhias aéreas operando naquela cidade peruana. Todo esse incremento resultou numa expansão significativa da economia de Lima e outras cidades no seu entorno. E o mesmo poderá acontecer em Fortaleza, tendo em vista que a Fraport poderá atrair grandes players da aviação internacional para o Ceará, no decorrer dos próximos anos, especialmente devido à localização geográfica estratégica da capital cearense.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001