08 de maio de 2018 às 08h35m
Ceará é o primeiro estado no País em ação de visitas domiciliares com foco na infância

A iniciativa Primeira Infância no SUAS / Criança Feliz faz parte do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia Santana

O Primeira Infância no SUAS / Criança Feliz, ação do Programa Mais Infância Ceará, realizou 375.351 visitas domiciliares, atendendo mais de 250 mil crianças e cerca de 20 mil gestantes, em 182 municípios cearenses, abrangendo 99% do Estado. Os números foram apresentados na manhã desta segunda-feira (7), durante o Seminário Mais Infância Ceará / Primeira Infância no SUAS – Criança Feliz, no Hotel Praia Centro, em Fortaleza. Promovido pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e pelo Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil (CPDI), presidido pela primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, o encontro reuniu representantes dos comitês municipais de Assistência Social, Saúde, Educação e Cultura de 182 cidades cearenses.

A Rede de Proteção à Infância, o Marco Legal da Primeira Infância e a importância da intersetorialidade para o sucesso de ações voltadas aos pequenos e suas famílias foram o foco do Seminário. "O nosso objetivo é garantir a todas as crianças o direito pleno à saúde, a educação, ao desenvolvimento infantil, de forma integrada", destacou Onélia Santana, ao ressaltar a importância da parceria do Estado e dos Municípios no desenvolvimento do programa. "Precisamos contar com o envolvimento de todos, por isso convidamos a todos os representantes dos comitês municipais para que conheçam as diversas ações intersetoriais que o Estado tem disponível para que sejam ofertadas às crianças, às famílias, às comunidades quando das visitas domiciliares e identificação de alguma demanda, seja na área da saúde, da educação e do desenvolvimento infantil", ressaltou a primeira-dama.
Protagonismo

Esses números de visitas e atendimentos domiciliares, destacou o titular da STDS, Francisco Ibiapina, são decorrentes do protagonismo do Ceará na implantação e gestão do Programa Mais Infância. "Esses números são resultados de um trabalho de alinhamento entre Estado e municípios. Somos pioneiros na execução de políticas que contemplam nossas crianças e vamos seguir formando técnicos e gestores comprometidos com esta política", declarou Ibiapina lembrando que 1.509 profissionais já foram capacitados pela STDS em todo o Ceará para o desenvolvimento do programa, cuja meta inicial é cobrir 33 mil residências carentes.
"O Ceará tem de fato essa capacidade, habilidade e competência de ser protagonista neste programa. O Ceará é o Estado com o maior número proporcional de municípios, 182 de 184, que já aderiram ao Programa e o 1º em número de visitas domiciliares, 375.351", ratificou a diretora do Criança Feliz, no Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), Ely Harasawa. "Muito bom ver que aqui vocês já estão discutindo a intersetorialidade das ações, fazendo avaliações qualitativas, quando muitos estados ainda estão começando a fase quantitativa do Programas, acrescentou a diretora do MDS.
"A neurociência prova que a maior parte do desenvolvimento infantil acontece nos primeiros anos de vida, período em que o afeto deve ser desenvolvido entre mãe e filho. Nesse sentido nossas ações são voltadas para fortalecer essa relação que é tão importante para que nossas crianças se desenvolvam com saúde e prontas para enfrentar a vida adulta", refletiu a assessora do Programa Mais Infância Ceará, Dagmar Soares, ao apresentar a conferência magna: Porque investir na infância, durante o Seminário.
"Nós que atuamos diretamente com o público do programa observamos um avanço na qualidade de vida das nossas crianças. Em Novo Oriente, nosso foco tem sido as visitas domiciliares e o fortalecimento do vínculo com as famílias, que são nossas principais parceiras nesta empreitada. Estamos construindo juntos uma rede de atendimento integrado para contemplar nossos pequenos", refletiu a coordenadora do Programa Criança Feliz em Novo Oriente, Jéssica Alves.
Para a coordenadora do programa no município de Ocara, Ana Cláudia Santos, o Programa Criança Feliz fortaleceu a política da assistência social nos municípios cearenses. "Hoje, nós chegamos ao público de famílias com crianças entre zero e seis anos e conseguimos levar um atendimento integrado, principalmente com o apoio da secretaria de saúde, que tem sido uma grande aliada nesse processo das visitas domiciliares", explicou a coordenadora.
Estiveram presentes no evento: Elpídio Nogueira, secretário municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; Henrique Javi, secretário de Saúde; Rogers Mendes; secretário de Educação; Luciene Rolim, secretária-executiva da STDS e Silvana Simões, coordenadora do Programa Criança Feliz no Ceará.
Primeira Infância no SUAS/Criança Feliz

Realizado em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o Primeira Infância no SUAS/Criança Feliz promove o desenvolvimento integral infantil, a partir de visitações domiciliares e monitoramento de gestantes e de crianças de 0 a 3 anos, beneficiárias do Bolsa Família, e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001