08 de março de 2018
Maia diz que não defenderá legado do governo Temer e que estará no 2º turno

Maia ainda disse que não desistirá do pleito para tentar a reeleição na Câmara. “Minha candidatura vai decolar, pode escrever. Não tem plano B, estou no 2º turno”, disse.

Rodrigo Maia foi lançado como pré-candidato do DEM à Presidência nesta 5ª f
Crédito: Sérgio Lima/Poder360 - 8.mar.2

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que não defenderá o legado do governo de Michel Temer em sua candidatura à Presidência. Maia ainda disse que não desistirá do pleito para tentar a reeleição na Câmara. “Minha candidatura vai decolar, pode escrever. Não tem plano B, estou no 2º turno”, disse.

O demista afirmou que sua campanha discutirá o futuro. Segundo ele, defender o legado do governo significaria olhar para trás. “Defender o legado eu não estou disposto”, disse. “Se o PMDB entender que esse é o projeto que está olhando para frente e quiser apoiar, está ótimo.”

As declarações foram dadas logo após Maia lançar seu nome como pré-candidato ao Planalto. Segundo o presidente da Câmara, o governo demonstra interesse em construir uma candidatura própria, o que considera “legítimo”. Maia afirmou que costura alianças com outros partidos, como o PP e o Solidariedade.

Ele preferiu não responder se o seu partido permanecerá na base de apoio do governo no Congresso agora que anunciou sua pré-candidatura. “O DEM não tem nenhuma necessidade de ser governo. Nossa pauta vai ser o Brasil, independente de estar no governo.”


Fonte: www.poder360.com.br

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001