08 de março de 2018 às 06h30m
Eleições 2018: Pelo menos 5 partidos se rebelam contra ameaças do Planalto

PTB, DEM, Solidariedade, PP e PSD avisam que escolherão seus candidatos independentemente do governo.

Pelo menos 5 siglas não apoiaram a candidatura do Presidente Michel Temer
Crédito: Sérgio Lima /Poder360 - 16.fev

Não deu certo a estratégia eleitoral do governo de ameaçar os partidos aliados com a retirada de cargos.

Ministros palacianos disseram que terão lugar na reforma ministerial somente as legendas que apoiarem o candidato do Planalto à Presidência.

PTB, DEM, Solidariedade, PP e PSD avisam que escolherão seus candidatos independentemente do governo.

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (RJ), ainda se considera 1 dos maiores aliados do presidente. Mas disse ao Poder360 que seu candidato à Presidência é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

DEM SEM TEMER

O DEM realiza nesta 5ª feira (8.mar.2018) sua Convenção Nacional para lançamento da pré-candidatura ao Planalto do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ). Temer não irá ao evento. Nem foi convidado.

O pré-candidato Geraldo Alckmin foi convidado, mas não se sabe se voltará de viagem aos Estados Unidos a tempo.

O DEM quer Maia na disputa do Planalto com ou sem apoio de Temer. Não se importa em indicar ou não o substituto de Mendonça Filho no Ministério da Educação.

OUTROS A CAMINHO

Seguem o mesmo posicionamento do DEM e do PTB pelo menos 3 outros partidos.

O presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP), já avisou ao Planalto que a sigla deve apoiar a candidatura de Rodrigo Maia, independentemente do governo.

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), também já se comprometeu com Maia. E o presidente do PSD, ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, anunciou apoio a Geraldo Alckmin.


Fonte: www.poder360.com.br

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001