07 de março de 2018 às 14h05m
Regulamentação dos aplicativos de transporte é debatido na CMFor

Na tribuna da Câmara Municipal, o vereador Márcio Martins (PR) questionou a condução do prefeito Roberto Cláudio em relação à regulamentação do serviço na Capital.

Plenário Fausto Arruda
Crédito: Érika Fonseca

A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (28) o projeto de regulamentação do transporte de passageiros por aplicativos (PL) 5587/16, o texto que segue para sanção presidencial, estabelece que caberá aos municípios e ao Distrito Federal regulamentar e fiscalizar esses serviços.

Com a aprovação do projeto de lei, as discussões passam a serem feitas em âmbito municipal, o que já ocorre em Fortaleza.

Na tribuna da Câmara Municipal, o vereador Márcio Martins (PR) questionou a condução do prefeito Roberto Cláudio em relação à regulamentação do serviço na Capital. Segundo o parlamentar, que faz parte da base oposicionista, o prefeito Roberto Cláudio está sendo contraditório ao chamar os taxistas para negociar o futuro da regulamentação dos aplicativos dos motoristas individuais.

Márcio alertou para a gravidade dessa ação e afirmou que é um absurdo o Chefe do Executivo pactuar as regras para os aplicativos com os taxistas.

Márcio Martins é líder do PR na CMFor – Foto: André Lima.

“É como se você desse aos lobos a saúde das ovelhas. Imagine, é claro que os taxistas irão impor regras que vai inviabilizar essa atividade. O que eu torço é que no mais urgente possível, o Prefeito receba os representantes dos profissionais que trabalham com esse aplicativo.”

O líder do Executivo na Casa LegislativaÉsio Feitosa (PPL), aproveitou o debate para declarar que o Prefeito já manifestou interesse de receber os representantes dos aplicativos para ouvir suas sugestões.

Comissão Especial de Análise do Transporte Individual Privado

Ésio ainda convidou todos os vereadores e os representantes da atividade para comparecerem na próxima segunda-feira, 12, às 14h, na Casa do Povo. O momento será de ouvir os motoristas e aproveitar suas sugestões para aperfeiçoar o projeto de regulamentação.

Por: Silmara Cavalcante da Câmara Municipal de Fortaleza


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001