06 de março de 2018 às 06h04m
Se Meirelles não se viabilizar, aliança PSD-PSDB é provável, diz Kassab

“Vamos trabalhar até esgotar as possibilidades de viabilização“, disse. Kassab afirmou que a relação entre o PSD e o ministro da Fazenda é de muita clareza e que se Meirelles não conseguir se colocar como candidato viável pelo partido, “está liberado para seguir seu caminho, com o nosso aplauso“. Uma das possibilidades aventadas é a de o chefe da economia no governo Temer migrar para o MDB.

Gilberto Kassab aposta em uma aliança nacional PSD-PSDB nas eleições de 201
Crédito: Sérgio Lima/Poder360 - 28.mar.

Para o presidente licenciado do PSD, Gilberto Kassab, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ainda não conseguiu se viabilizar na disputa da Presidência da República de maneira que possa ser o candidato do PSD no pleito. Caso esse cenário se confirme, o mais provável é que o PSD feche uma aliança na disputa nacional com o PSDB.

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura na noite de ontem (5.mar.2018), o ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações disse que o partido ainda está na fase de tentar viabilizar Henrique Meirelles como candidato próprio ao Planalto, mas que a articulação ainda não atingiu as expectativas.

A avaliação foi feita em reunião de líderes do partido com o ministro da Fazenda na última 4ª feira (28.fev).

Vamos trabalhar até esgotar as possibilidades de viabilização“, disse. Kassab afirmou que a relação entre o PSD e o ministro da Fazenda é de muita clareza e que se Meirelles não conseguir se colocar como candidato viável pelo partido, “está liberado para seguir seu caminho, com o nosso aplauso“. Uma das possibilidades aventadas é a de o chefe da economia no governo Temer migrar para o MDB.

Apesar de não abrir mão oficialmente da candidatura própria do PSD, Kassab foi incisivo ao destacar as qualidades de Geraldo Alckmin: “O PSDB tem um candidato que incomparavelmente tem feito um trabalho superior ao de outros estados. Comparando, é o melhor candidato“, disse.

Se no cenário nacional, as conversas ainda são preliminares, em São Paulo a aliança PSD-PSDB está “bem avançada”. A tendência é que o PSD indique o candidato a vice-governador na chapa encabeçada pelos tucanos.


Fonte: www.poder360.com.br

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001