28 de fevereiro de 2018 às 15h15m
Técnicos inspecionam barragem do Ipuzinho para verificar vazamento

Um grupo composto por sete técnicos da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) e da Companhia da Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (COGERH) fez vistoria na barragem Ipuzinho, em Itapajé. A inspeção aconteceu após o deputado Danilo Forte (DEM-CE) enviar para o secretário Francisco Teixeira um vídeo feito por Luzinho do rádio denunciando anomalias na construção e solicitando providências.


“Visitei o município em janeiro para averiguar informação da população de que o reservatório apresentava um vazamento em uma de suas paredes e observei uma passagem de água pela estrutura. Para evitar riscos estruturais à barragem, enviei ao secretário um vídeo gravado no local”, explica Forte.

O relatório final, enviado ao parlamenta nesta terça-feira (27), aponta a presença de vegetação, ponto de erosão e infiltração na fundação da barragem auxiliar, que já existia antes da construção de Ipuzinho. Na barragem principal, além da impregnação de plantas, ficou constatado que as tampas dos piezômetros e o meio-fio a jusante estão danificados.

O documento assinado pelos geólogos Lucrécia de Sousa e José Roberto de Paula, e pelas engenheiras Mariana Fontenelle e Fernanda Furtado, conclui que “foram detectadas anomalias, porém, não foi identificada, no dia da visita, a infiltração no rock fill na ombreira esquerda da barragem auxiliar conforme referenciado no vídeo enviado pelo deputado”.

O texto também recomenda aos técnicos da gerencia regional da COGERH a realização de providencias entre as quais estão: monitorar a infiltração que ocorre na barragem auxiliar, pois se desconfia que seja proveniente de água da chuva; demolir a alvenaria ainda existente da casa construída entre a barragem principal e a auxiliar; fazer checklist da barragem auxiliar e fornecer os dados da mesma para compor a ficha técnica; acompanhar o enchimento do reservatório, monitorando eventuais infiltrações; limpar a jusante da barragem auxiliar; verificar a ocorrência de pontos de infiltração de umidade; e manter as canaletas de drenagem dos taludes de jusante limpas.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001