08 de fevereiro de 2018 às 11h29m
Livro sobre experiência do Ceará no enfrentamento ao Zika Vírus é lançado no Palácio da Abolição

A experiência do Estado do Ceará no enfrentamento à síndrome congênita do Zika Vírus, iniciativa do Governo do Ceará, em parceria com o Núcleo de Tratamento e Estimulação Precoce (Nutep) da Universidade Federal do Ceará (UFC), não só foi pioneira e bem sucedida, como rendeu um livro com este nome.

O lançamento oficial aconteceu nesta quarta-feira (7), na Galeria do Palácio da Abolição, com a presença da vice-governadora Izolda Cela e da primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará, com foco no desenvolvimento infantil.

Onélia Santana relembrou como teve início esse trabalho.

SONORA – 08.02 ONÉLIA (1) TRABALHO – tempo 1:05

A publicação conta sobre a implantação dos Núcleos de Estimulação Precoce (NEP) em 19 policlínicas do Ceará, proporcionando a descentralização do atendimento das crianças com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, ação pioneira no Brasil. Atualmente, este serviço do Estado atende 713 crianças. Equipes multiprofissionais, compostas por fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo, assistente social e enfermeiro, foram capacitadas e acompanhadas pelo Nutep para o atendimento das crianças e suas famílias.

O reitor da UFC, Henry Campos, destacou a vontade de todos os envolvidos para que a experiência fosse colocada em prática.

O secretário da Saúde, Henrique Javi, ressaltou a importância de projetos como esses.

Estiveram também presentes na solenidade a secretária de Justiça, Socorro França; o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Inácio Arruda; a secretária adjunta da Educação, Márcia Campos; a secretária adjunta do Trabalho e Desenvolvimento Social, Luciene Rolim; a presidente do Nutep, Rita Brasil; o diretor do Nutep, Lucivan Miranda; o vice-reitor da UFC, Custódio Almeida; o coordenador da Unicef no Ceará, Rui Aguiar; o vereador Acrísio Sena; entre outras autoridades.

Mais Infância Ceará

A iniciativa da implantação dos Núcleos de Estimulação Precoce nas 19 policlínicas do Estado faz parte do Programa Mais Infância Ceará dentro do pilar Tempo de Crescer, que consiste na construção de uma rede de fortalecimento de vínculos familiares e comunitários através de serviços e formações que contemplem profissionais, pais e cuidadores.

A ação é modelo para o Brasil e para mundo. Representantes do Unicef visitaram o Estado para conhecer a iniciativa e replicar em países da África. Técnicos da Secretaria da Saúde do Estado apresentaram a experiência do atendimento multiprofissional e descentralizado no estado no Ministério da Saúde, que considera exemplo para o país.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001