02 de fevereiro de 2018 às 11h50m
Honda City chega com visual renovado e preços a partir de R$ 60.900

Sedã passa a ter luzes diurna de LED em todas as versões. Opção mais cara chega a R$ 83.400, mas não oferece controles de tração e estabilidade.

Honda anunciou nesta quinta-feira (1) a chegada da linha 2018 do City. O sedã começa a ser vendido com visual renovado e preços a partir de R$ 60.900. Veja abaixo os valores de todas as versões.
  • DX 1.5 manual - R$ 60.900 (manteve o preço)
  • Personal 1.5 CVT - R$ 68.700 (versão não existia)
  • LX 1.5 CVT - R$ 72.500 (era R$ 69 mil)
  • EX 1.5 CVT - R$ 77.900 (era R$ 75.700)
  • EXL 1.5 CVT - R$ 83.400 (era R$ 81.400)

O City ganhou mudanças visuais discretas, como a nova grade dianteira, para-choques redesenhados e novas lentes para faróis e lanternas.

O motor não mudou. Segue o 1.5 de até 116 cavalos e câmbio manual de 5 marchas (na versão de entrada) ou CVT.

A lista de equipamentos ganhou novos itens, como as luzes de rodagem diurna de LED (DRL) em todas as versões. A opção mais cara, EXL, também recebe LED no conjunto de luzes baixa e alta.

Sem controles de tração e estabilidade

No entanto, ao contrário do Fit, o City não oferece controles de tração e estabilidade nem como opcional em nenhuma das versões.

A Honda afirmou que "possui uma estratégia específica para a adoção destes itens em cada modelo, e, que no momento, eles não fazem parte da estratégia para o City."

 

Mais airbags

Nas versões EX e EXL, o City ganhou airbags laterais, ar-condicionado digital, controle de velocidade de cruzeiro e câmera de ré.

Na EXL, ainda há central multimídia de 7 polegadas com conexões para Android Auto e Apple CarPlay, bancos de couro e airbags de cortina.

Todas as versões saem de fábrica com ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, volante com regulagem de altura e profundidade e direção elétrica.

Rivais mais equipados

O City 2018 chega com a missão de enfrentar novos rivais. Além do recém-lançado Volkswagen Virtus, a Fiat também acerta os últimos detalhes antes de lançar o Cronos, a versão sedã do Argo.

 

Porém, o City é menos equipado do que o Volkswagen em quase todas as versões. A Fiat ainda não divulgou os pacotes do Cronos, mas eles devem ser basicamente os mesmos do Argo. Isso também o coloca a frente do Honda.

As versões mais equipadas do Virtus (e talvez do Cronos) possuem sensores de luz e chuva, algo que o City não traz. O mesmo vale para os controles de tração e estabilidade, e até para opcionais, como quadro de instrumentos digital e acesso e partida ao veículo sem a necessidade de chave nas mãos.

A vantagem do City está nos 6 airgas da versão EXL

Fonte: autoesporte.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001