26 de janeiro de 2018
Fórum Mundial da Água publica programação em português

No site do encontro, é possível conhecer os principais detalhes da agenda que reunirá na capital federal especialistas do Brasil e do mundo.

água desperdício

Com o tema Compartilhar a Água, o fórum tem 274 discussões programadasDivulgação/Cesan

O 8º Fórum Mundial da Água, que ocorre em Brasília entre os dias 18 e 23 de março de 2018, divulgou na quinta (25) a programação oficial do evento em português. No site do encontro, é possível conhecer os principais detalhes da agenda que reunirá na capital federal especialistas do Brasil e do mundo.

Com o tema Compartilhando a Água, o fórum tem 274 discussões programadas, além de 18 painéis com a participação de chefes de Estado, ministros, parlamentares, presidentes de grandes corporações e representantes de movimentos sociais.

Segundo o consultor do Fórum Mundial da Água, Glauco Kimura, serão abordados assuntos desde a crise hídrica no Brasil até a quantidade de água usada na produção de alimentos. Ele destaca como novidade painéis que vão discutir os chamados temas quentes, como o nexo água-alimento-energia, por exemplo.

"[Queremos discutir] como conseguimos solucionar o problema de ter água suficiente para a produção de alimentos, para abastecimento público e para a geração de energia, uma vez que a população está crescendo e se estima que vá atingir 9 bilhões até 2050, e a água vai ficar cada vez mais escassa", explica.

Kimura destaca que as alterações climáticas também fazem parte das discussões. "A gente tem visto cada vez mais eventos climáticos extremos acontecendo com mais frequência e mais intensidade, e esses eventos são sentidos através da água, do ciclo hidrológico: ou chove muito, e a gente tem enchentes e inundações, ou chove muito pouco, e a gente passa por secas e estiagens. Isso será discutido de forma muito consistente durante o fórum", acrescenta.


Fonte: Olga Bardawil - Repórter da Agência Brasil

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001