26 de dezembro de 2017 às 13h40m
Prepare-se para os gastos do início do ano

Planejar o orçamento para as despesas que iniciam em janeiro não deveria ser uma dificuldade, afinal de contas, elas se repetem todos os anos. Mas, se não foi possível se preparar, ainda dá tempo se organizar

Não é novidade para ninguém, ou pelo menos não deveria ser, que o ano novo começa sempre com muitos compromissos financeiros que não podem ser evitados. Pagamentos do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), de matrículas e material escolar são algumas das despesas típicas de janeiro. Se não foi possível fazer planejamento nem tudo está perdido. Ainda é tempo para as famílias se prepararem para os gastos do início do ano.

 

O presidente do Conselho Regional de Economia no Ceará (Corecon-CE), Lauro Chaves, diz que a melhor alternativa é sempre fazer um planejamento anual que reserve esses recursos extras para o mês de janeiro.

“Caso isso não tenha sido feito, existem duas alternativas: para as famílias com reservas financeiras, é preciso comparar o desconto concedido para pagamento à vista com a remuneração de suas aplicações. As que estão sem reservas devem negociar um parcelamento com a menor taxa de juros possível e colocar a prestação no seu orçamento”, orienta.

O economista e diretor-Geral da Valorize Consultoria Empresarial, José Maria Porto, afirma que é aconselhável que as pessoas evitem muitos gastos nesse fim de ano. Mesmo que as compras sejam feitas em parcelas, termina acumulando dívidas para o primeiro trimestre, justamente o período de pagamento das despesas de início de ano. Para quem não tem reserva nenhuma o conselho é: não torre toda a segunda parcela do 13º salário em compras e festas.

Impostos

No caso de despesas com impostos, é preciso esperar para ver se o governo vai dar algum desconto para pagamento à vista. José Maria acrescenta que, normalmente, o abatimento é concedido para quem paga de uma vez. “Se o desconto for razoável e se o indivíduo não está com problema de liquidez, pode ser interessante o pagamento à vista com desconto”.

José Maria, no entanto, alerta para o risco de ficar descapitalizado. “Muito cuidado, porque às vezes se paga muita despesa à vista e fica sem nenhuma reserva financeira para bancar alguma despesa que não estava sendo prevista”, observa. O mais aconselhável é fazer uma previsão orçamentária para as despesas do ano que vem, facilitando a programação e até mesmo saber o quanto se pode gastar nas festas de fim de ano.

Para o economista, quem não guardou dinheiro, ou tem as receitas futuras comprometidas, tem somente uma opção. Parcelar ao máximo os pagamentos, seja no cartão de crédito ou no cheque pré-datado. “Ou até mesmo fazer um empréstimo pessoal, que é muito mais barato do ponto de vista do pagamento de juros, em relação ao cheque especial e ao cartão de crédito”, acrescenta.

Material escolar

Na compra de material escolar a recomendação é pesquisar. “Além de tentar descontos nos pagamentos à vista, pechinchar e pesquisar na hora de comprar”, afirma José Maria. Outra opção que traz boa economia, aconselha, é comprar livros usados ou participar de um troca-troca que geralmente ocorre na própria escola.

IPTU e IPVA

A Secretaria Municipal das Finanças de Fortaleza (Sefin) não informa se o IPTU será reajustado nem de que forma. Também não antecipa se haverá descontos para pagamentos à vista, como historicamente ocorreu nos últimos anos. Declarou apenas que: “na segunda semana de janeiro faremos uma coletiva apresentando todas as informações consolidadas, referentes ao IPTU 2018”.

A Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) divulga a tabela com os novos valores do IPVA até o dia 29 de dezembro. Como ocorre todos os anos, haverá uma pequena redução em função da própria desvalorização dos veículos automotores. A Sefaz-CE adianta que dará 5% de desconto para pagamentos à vista, com vencimento até 31 de janeiro. As datas para quem vai pagar parcelado e outras orientações serão repassadas esta semana, durante a divulgação da tabela.

 

Serviço

 

As secretarias sefaz e sefin não enviam mais boletos para pagamentos dos impostos, por isso os contribuintes devem entrar nos sites www.sefaz.ce.gov.brwww.sefin.fortaleza.ce.gov.br para emissão dos boletos e pagamento

 


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001