07 de dezembro de 2017 às 05h30m
Fachin determina bloqueio de R$ 12,7 milhões em imóveis ligados à família Vieira Lima

Decisão atende a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Segundo a procuradora, a família comprou cotas em empreendimentos imobiliários em Salvador para lavar dinheiro.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de cotas em empreendimentos imobiliários no valor total de R$ 12,7 milhões pertencentes ao ex-ministro Geddel Vieira Lima; ao irmão dele, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), e a Marluce Quadros Vieira Lima, mãe dos dois.

A decisão atende a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Segundo a procuradora, as cotas pertencentes à família, em sete edifícios em construção na cidade de Salvador, foram adquiridas para lavar dinheiro ilícito.

O pedido foi feito dentro da denúncia apresentada pela PGR nesta semana contra Geddel, Lúcio e outras quatro pessoas. A denúncia está relacionada à apreensão, pela Polícia Federal, de R$ 51 milhões em dinheiro vivo atribuídos a Geddel, encontrados em malas em um apartamento em Salvador. Dodge quer ainda que os irmãos paguem indenização de R$ 51 milhões por danos morais coletivos.


Fonte: Renan Ramalho, G1, Brasília

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001