16 de agosto de 2017 às 08h06m
Energia solar fotovoltaica para o Minha Casa, Minha Vida

O estudo desenvolvido pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em parceria com Furnas e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), para implementação de energia solar fotovoltaica no Programa Minha Casa, Minha Vida deve se transformar em portaria.

O estudo desenvolvido pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em parceria com Furnas e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), para implementação de energia solar fotovoltaica no Programa Minha Casa, Minha Vida deve se transformar em portaria.

O anúncio foi feito pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, durante um encontro na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo, no dia 10 de agosto, com representantes da Absolar, Furnas, Fiesp e comitiva de entidades do setor da construção civil, quando as entidades entregaram um estudo de viabilidade do uso da tecnologia solar fotovoltaica nos imóveis do programa de habitação popular do governo federal.

A iniciativa é fruto de análises de viabilidade e de modelos de negócio, desenvolvidas por meio de um protocolo de intenções, assinado em 2016 entre o Ministério das Cidades, Ministério do Trabalho e Fiesp. Os estudos contaram com a coordenação da FIESP e trabalhos técnicos da Absolar, Furnas e demais instituições parceiras.

Tecnologia inovadora
Em seu discurso, o Ministro das Cidades, Bruno Araújo, destacou a importância do uso da energia solar fotovoltaica como tecnologia inovadora, capaz de gerar desenvolvimento ao País.

Já o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, agradeceu o apoio das entidades parceiras no desenvolvimento dos trabalhos, destacando o apoio técnico da Absolar e celebrando a decisão junto ao Ministério. O presidente executivo da Absolar, Dr. Rodrigo Sauaia, elogiou o anúncio do ministro e destacou os benefícios da energia solar fotovoltaica.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001