17 de maio de 2017 às 07h40m
Aplicativo de gestão hospitalar monitora equipe médica e promete reduzir custos

Plataforma de gestão de recursos humanos faz check-in pelo celular com reconhecimento facial e de impressões digitais. App funciona 100% na nuvem.

Mobi Saúde é um aplicativo que gerencia profissionais da saúde (Foto: Ricardo Benichio/Divulgação) Mobi Saúde é um aplicativo que gerencia profissionais da saúde (Foto: Ricardo Benichio/Divulgação)

Mobi Saúde é um aplicativo que gerencia profissionais da saúde (Foto: Ricardo Benichio/Divulgação)

 

Os hospitais do país ganharam uma nova ferramenta para auxiliar na gestão dos recursos humanos e gerar economia na folha de pagamento. É um aplicativo que facilita a administração hospitalar e de unidades de saúde, controlando a escala de funcionários e agilizando a comunicação com o corpo clínico.

O sistema Mobi Saúde controla virtualmente a entrada e saída de profissionais. Ao chegar ao hospital, o médico registra on-line o início da sua jornada de trabalho com um GPS que reconhece sua posição geográfica, faz a validação das suas digitais e o reconhecimento facial. Os dados ficam armazenados pelo tempo que o moderador desejar e podem gerar relatórios gerenciais em tempo real.

“O aplicativo controla os horários, controla a frequência, gerando economia no pagamento de horas-extras, já que alerta quando o funcionário está trabalhando além da sua carga horária diária”, afirmou Roberto Christiano Gaspar Oliveira, CEO da Columbia Business Solutions.

O programa, que funciona 100% na nuvem, permite que o absenteísmo médico diminua.

De acordo com o desenvolvedor do aplicativo, existe uma grande diferença entre o programa e um sistema de ponto eletrônico. “Esse não é só um sistema de registro, é um sistema de controle, que minimiza o tempo na execução das tarefas. É um sistema para gerenciar e supervisionar”, declarou Roberto Christiano.

Um diretor do hospital, por exemplo, consegue através de um clique no celular verificar os profissionais que estão de plantão e se comunicar com quem desejar através de uma ligação, envio de e-mail ou mensagem de WhatsApp, interfaces que estão conectadas ao programa. Normalmente, seria preciso ligar para um posto fixo e perguntar se o profissional já estava disponível.

Também é possível verificar escalas futuras e transferir plantões entre médicos. “Quem não puder trabalhar em determinada data e quiser passar o plantão para outro médico deve clicar no botão 'disponibilizar plantão' e automaticamente todos os profissionais do grupo recebem a mensagem. Quem tiver interesse clica em 'assumir plantão', alterando a escala na hora. Em seguida, o coordenador do plantão recebe uma mensagem informando sobre a mudança”, disse Roberto Christiano.

 

É possível visualizar o currículo do profissional que está de plantão, além de outras informações pessoais.

A novidade será apresentada na Feira Hospitalar 2017, que ocorre até o dia 19 de maio na Expo Center Norte, na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo.


Fonte: g1.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001