26 de setembro de 2019 às hm
DESTAQUE POLITICO

Congresso Nacional derrubou, nesta terça-feira, 18 dos 33 pontos vetados pelo presidente Jair Bolsonaro na Lei de Abuso de Autoridade . Com isso, esses trechos reinseridos pelos parlamentares, que equivalem a 10 artigos, passam a valer desde já como lei. Já os vetos de Bolsonaro mantidos pelo Congresso ficam definitivamente fora da lei.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

A senadora Juíza Selma (Podemos-MT) lamentou, nesta terça-feira (24), em Plenário, a decisão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) que, numa inversão de pauta, cancelou a sessão que apreciaria a reforma da Previdência (PEC 6/2019) e convocou sessão do Congresso Nacional para apreciação de vetos do presidente da República à Lei de Abuso de Autoridade.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica agora é lei. A norma (Lei 13.874) foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira (20) com cinco vetos e está publicada em edição extra do Diário Oficial da União da mesma data. O texto traz medidas de desburocratização e simplificação de processos para empresas e empreendedores. A lei é originada da MP 881/2019aprovada pelo Senado em 21 de agosto.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

O deputado Fernando Hugo (PP) convocou a população, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (24/09), para discutir com a empresa geradora e distribuidora de energia Enel sobre o aumento de valores e cobranças em duplicidade das contas de energia do Estado. A audiência acontecerá na próxima quinta-feira (26/09), às 14h, no Complexo das Comissões Técnicas da Casa.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) ressaltou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (24/09), a necessidade de uma Reforma Tributária no Brasil.O parlamentar enfatizou uma pesquisa feita pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a Proposta de Emenda a Constitucional (PEC) 45, do deputado federal Baleia Rossi (MDB/SP), e a PEC 110, do ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB/PR). “Cálculos elaborados pela Firjan explicam que ambas as reformas tributárias têm potencial para criar 300 mil empregos por ano e incrementar o consumo em até R$ 122,7 bilhões”, salientou.

ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ 

O deputado Heitor Férrer (SD) cobrou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (24/09), aprovação de dois projetos de lei de sua autoria que visam conferir mais transparência à aplicação de recursos recebidos e enviados pelo estado do Ceará. O projeto de lei 240/2017 determina que a Assembleia Legislativa seja notificada sobre os recursos repassados aos municípios. Já o projeto 241/2017 obriga que a Casa seja notificada nos casos de recebimento de recursos federais, internacionais ou de entidades privadas para o estado do Ceará.

 

O deputado Tony Brito (Pros) declarou, durante o segundo expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (24/09), apoio aos secretários de segurança do Estado contra os ataques criminosos que aconteceram neste fim de semana. De acordo com o parlamentar, é importante apoiar as ações do secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, e da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa. “A última palavra deverá sempre ser do Estado, por isso devemos enfrentar esse problema de frente e com a força dos nossos secretários de segurança”, acrescentou.

ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ 

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou proposta que pune a divulgação de crimes na internet, inclusive redes sociais. Se o autor do crime divulgar a cena, ele poderá ter a pena aumentada. Se outra pessoa divulgar, poderá ser punida por incitar a violência ou fazer apologia ao crime. O objetivo é punir a disseminação de conteúdo violento por meio de redes sociais. O relator, deputado Capitão Wagner (Pros-CE), disse que a medida pode desestimular a prática dos crimes. Ele lembrou que, em 2018, tornou-se crime divulgar cenas de violência sexual.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

Há no Brasil um monstro invisível que conspira contra a ordem e o progresso. É o monstro do Mesmo. Esse monstro transforma em recuo qualquer tentativa de mudança. Confirmou-se o que todos suspeitavam: Davi Alcolumbre é o Mesmo disfarçado de novo. A missão de Alcolumbre, descobre-se agora, é reencarnar Renan Calheiros numa versão mais volumosa. O adiamento da votação da reforma da Previdência, na Comissão de Justiça e no plenário, é mais uma recaída arcaica de um Legislativo que fazia pose de reformista.

ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ 

"Ainda mais que vou comer um podrão", disse Jair Bolsonaro para a repórter do GLOBO Jussara Soares, em Nova York. Horas depois de seu primeiro discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU, o presidente brasileiro parecia bem humorado. Abordado no hall do hotel onde se hospedou, ele avaliou que seu discurso tinha sido "objetivo e contundente", mas não agressivo.

ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ 

Analistas e diplomatas, no entanto, consideram que Bolsonaro perdeu uma oportunidade de construir pontes nas Nações Unidas, com uma fala ideológica e voltada para o público interno. Por outro lado, acenou aos investidores estrangeiros, ao dizer que pretende "reconquistar a confiança do mundo". Jussara e o colunista Guga Chacra trazem os bastidores da participação de Bolsonaro na ONU e a repercussão do discurso no círculo próximo ao presidente e em âmbito mundial.

ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ 

RIO E BRASÍLIA -  Os estados já gastam mais com policiais militares ( PMs ) e bombeiros inativos do que com os profissionais destas categorias que estão em atividade. No ano passado, a folha de pagamento do primeiro grupo foi de R$ 43 bilhões, enquanto o segundo consumiu R$ 38 bilhões, totalizando R$ 81 bilhões, mostra estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada ( Ipea ). Para tentar controlar o impacto dessa despesa nas contas dos governos estaduais, PMs e bombeiros serão incluídos no projeto de reforma da Previdência das Forças Armadas .Segundo levantamento do coordenador de Políticas Macroeconômicas do Ipea, Claudio Hamilton dos Santos, a disparidade ocorre porque, enquanto os gastos com ativos têm se mantido mais ou menos constantes desde 2014 — cresceram só 1% em 2018, em relação ao ano anterior —, as despesas com inativos dispararam no período: 8%.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

Estão cada vez mais acirrados os ânimos entre a Petrobras e os representantes dos petroleiros. Os dois lados ainda não chegaram  a um entendimento a respeito do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT)  da categoria, cuja data-base é em setembro. O Tribunal  Superior do Trabalho (TST) está mediando as negociações, que precisam chegar a um entendimento até o próximo dia 30, quando vence o acordo atualmente em vigor. A Petrobras decidiu processar na  Justiça representantes sindicais que entraram com ações contra a venda de ativos da companhia.   A empresa reivindica indenização por  danos materiais e morais,  e argumenta  que as ações dos sindicalistas são por motivações políticas.

 ZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZXZ

Congresso Nacional derrubou, nesta terça-feira, 18 dos 33 pontos vetados pelo presidente Jair Bolsonaro na Lei de Abuso de Autoridade . Com isso, esses trechos reinseridos pelos parlamentares, que equivalem a 10 artigos, passam a valer desde já como lei. Já os vetos de Bolsonaro mantidos pelo Congresso ficam definitivamente fora da lei. A sessão foi antecipada em uma semana , por decisão de Alcolumbre, depois da Operação da Polícia Federal (PF) que cumpriu mandados de busca e apreensão no gabinete do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE.




COMPARTILHAR




Mais - DESTAQUE POLITICO

  1. 10.10.2019Quinta DESTAQUE POLITICO
  2. 30.09.2019Segunda DESTAQUE POLITICO
  3. 26.09.2019Quinta DESTAQUE POLITICO
  4. 23.09.2019Segunda DESTAQUE POLITICO
  5. 21.05.2019Terça DESTAQUE POLITICO
  6. 07.05.2019Terça DESTAQUE POLITICO
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001