16 de fevereiro de 2018 às hm
Revista Plenário chega com sucesso à edição 50

Um dos importantes órgãos de divulgação da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, ao lado da Rádio FM, Televisão e outros instrumentos que atuam no setor, a Revista Plenário chegou à edição de número 50, trazendo as últimas informações da Casa e da vida parlamentar referente aos meses de novembro e dezembro/2017 e projetando o que vem por aí neste ano que será marcado por muita movimentação, notadamente, por ser um ano de eleições. A revista tem uma excelente equipe de profissionais à frente o Chefe do Núcleo de Comunicação da Assembleia, jornalista Ilo Santiago Jr. O Abílio Gurgel é o Editor Geral, sendo Editor da revista a Adriana Thomasi. Formam a equipe de reportagem os seguintes profissionais: Adriana Thomasi, Abílio Gurgel, Ana Lúcia Machado, Camilo Veras, Dídio Lopes, Jackelyne Sampaio, Narla Lopes, Rita Damasceno e Pery Negreiros. O Projeto Gráfico, Diagramação, Tratamento e Edição de Imagens conta com Alessandro Muratore e Alice Penaforte. A Fotografia tem a presença dos excelentes Dário Gabriel, José Leomar, Edson Pio Júnior, Marcos Moura, Máximo Moura, Paulo Rocha, Bia Medeiros e participação de shutterstock.com. Ressalte-se que a Capa foi de responsabilidade de Alessandro Muratore, contou com a Revisão de Carmem Ciene e participação do estagiário Samuel Cavalcante. A Revista Plenário da AL/CE é impressa na Print Gráfica e tem uma tiragem de 7 mil exemplares.

 

Apoio total da mesa - O Poder Legislativo Cearense é formado por 46 deputados. E a Mesa Diretora, que segundo o jornalista Ilo Santiago Jr. oferece total e irrestrito apoio ao trabalho da Revista, tem a seguinte constituição: Presidente - Zezinho Albuquerque; Primeiro Vice-Presidente - Tin Gomes; Segundo Vice-Presidente - Manoel Duca; Primeiro Secretário - Audic Mota; Segundo Secretário - João Jaime; Terceiro Secretário – Julinho (Júlio César Costa Lima Filho) e Quarto Secretário, no caso, Secretária, pela primeira vez na história da Casa é a deputada Augusta Brito.

 

Fala do coordenador - Segundo se expressa na página 8 da revista, o jornalista Ilo Santiago Jr. afirma: "Mesmo criada em um ambiente político, a Revista Plenário dedicou, durante todos esses anos de circulação, o maior número de capas às riquezas naturais existentes no Estado. Sobre esse tema foram sete capas, que apresentaram as belezas do litoral cearense, as reservas ambientais, os parques nacionais, a Chapada do Araripe, o rio Jaguaribe e as serras do Estado. A religiosidade e a fé também estiveram presentes em nossas publicações, tanto que renderam quatro capas. A primeira foi em 2001, quando a cidade de Juazeiro do Norte completou 100 anos de emancipação política. O criador do município, Padre Cícero Romão Batista, também foi capa quando, em 2015, a Igreja Católica, pela primeira vez em suja história, perdoou-o e enfim houve a reconciliação. Também em 2015 foi a vez do Seminário da Prainha, um reduto religioso que dissemina a religiosidade e a fé. E em 2017, Ano Mariano, a capa foi sobre os 100 anos da aparição de Nossa Senhora de Fátima aos pastorezinhos".

 

E disse mais - "A preocupação com a escassez da água no Nordeste, em especial no Ceará, sempre pautou os discursos dos parlamentares no legislativo cearense, e na Revista Plenário não poderia ser diferente. A seca estampou três capas. O tema também foi abordado em matérias especiais, como a que retratou o caminho da transposição das águas do rio São Francisco e a esperança da chegada da água ao Ceará, em 2018. Antes mesmo do empoderamento feminino estar no centro das discussões do cotidiano dos cearenses, o tema já havia sido capa da edição número 12, em 2008, quando a revista abordou a luta contra as desigualdades e os preconceitos que as mulheres enfrentavam. Além disso, houve um avanço na quantidade de mulheres em mandato eletivo. Hoje são sete, sendo que uma ocupa posição na atual Mesa Diretora da Casa (já referida anteriormente). Em 2016, uma capa tratou da talvez maior vitória conquistada pelas mulheres, a Lei Maria da Penha, e os 10 anos de sua aplicação".

 

Ilo continua - "Outro assunto bastante discutido foi a preocupação com a saúde. Em todas as edições não faltaram temas como as arboviroses, a exemplo: dengue, zika e chikungunya. A Plenário também mostrou os cuidados com os surtos de raiva, febre amarela, do vírus H1N1, do HIV e, principalmente, os malefícios causados pelo uso de drogas. Tanto que a própria Mesa Diretora, através do presidente da Casa, Zezinho Albuquerque, decidiu implementar a campanha Ceará sem Drogas, mobilizando autoridades, dirigentes de entidades, professores e jovens em diversas cidades do Estado".

 

Em poucas linhas – 1) - Depois do período carnavalesco, os deputados voltarão agora as suas atividades, principalmente, para a preparação da pré-campanha política. Anotem, para conferir. 2)- O deputado Leonardo Araújo (MDB) soube aproveitar bem o período de momo, visitando quase uma dezenas de cidade, principalmente, onde detém forte influência eleitoral. Que o digam, Missão Velha, Pacatuba, Trairi e Icapuí. 3)- Grandes festejos de momo aconteceram em Acopiara, Aracati, Camocim, Caucaia, Granja e São Benedito. Agora, ao trabalho.




COMPARTILHAR




Mais - Coluna do Viana

  1. 21.09.2018Sexta Caucaia inicia reforma em 10 correios comunitários
  2. 20.09.2018Quinta Candidatos em família reúnem muitos postulantes no Ceará
  3. 19.09.2018Quarta Caucaia sedia VIII Jogos dos Povos Indígenas/CE
  4. 18.09.2018Terça Mais um deputado desiste da reeleição: Gony Arruda
  5. 17.09.2018Segunda ALEGRIA QUE SE EXTERNA COM A CHEGADA DO PRIMEIRO FILHO
  6. 17.09.2018Segunda Alegria que se externa com a chegada do primeiro filho
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001