18 de maio de 2017 às hm
Fisioterapia no Pós Operatório de Cirurgias Ortognáticas


A cirurgia ortognática se destina a pessoas que apresentam um crescimento desigual entre a arcada superior e inferior, o que pode trazer inúmeras conseqüências negativas no seu dia a dia como: apnéia do sono, ronco, dormir de boca aberta, dores nas articulações da face e dores de cabeça, dificuldade de fechar a boca, além de desarmonias estéticas. Todas essas características podem ser um indicativo para a cirurgia.

Em associação com o tratamento ortodôntico permite uma correta solução das má-oclusões, especialmente nos casos mais severos. De acordo com o grau do problema, a cirurgia varia de pequenas movimentações de grupos de dentes até a movimentação completa da mandíbula e maxila.

O objetivo destes procedimentos conjuntos, ortodônticos e cirúrgicos, é a correção das deformidades dento-faciais e o estabelecimento de um equilíbrio entre os dentes, os ossos de sustentação e as estruturas faciais vizinhas (língua,lábios e bochechas) melhorando o aspecto facial.

A cirurgia está indicada quando há um reconhecimento da impossibilidade da execução do tratamento ortodôntico isolado, o que resultaria em instabilidade e desequilíbrio ósseo-dentário. Em alguns casos, a deformidade óssea associada impede a movimentação dos dentes para uma posição aceitável de mordida. Pode existir também, a possibilidade de se conseguir uma movimentação dentária aceitável, porém não estável ao longo do tempo, acarretando perda de dentes e sérios problemas para a articulação têmporo-mandíbular (ATM). Além disto, pacientes submetidos ao tratamento não cirúrgico, podem terminar com uma exagerada desarmonia facial.

 

Fases do tratamento

Exodontia dos dentes do siso deve ser no mínimo avaliada antes da montagem do aparelho ortodôntico
Montagem do aparelho ortodôntico fixo – o tratamento ortodôntico pode levar de 8 a 24 meses antes da cirurgia para deixar os dentes em uma posição adequada
Cirurgia Ortognática (ainda com o aparelho de ortodôntico nos dentes)
Trinta dias de recuperação (sem esforço físico, sem esporte e sol)
Retorno ao tratamento ortodôntico de 30 a 60 dias após a cirurgia para melhorar definitivamente a posição dos dentes
Controles periódicos com o cirurgião
O tempo do Tratamento depende do grau de dificuldade do tratamento ortodôntico

 

 

Os procedimentos cirúrgicos mais freqüentes:


1.Mentoplastia = procedimento cirúrgico que altera o tamanho e a forma do mento ( queixo )


2.Osteotomia tipo Le Fort I = uma técnica cirúrgica muito utilizada para correção de deformidades da maxila, pois permite movimentá-la para frente, para trás, para cima e para baixo, com ou sem enxerto ósseo


3.Osteotomia sagital oblíqua = técnica cirúrgica para correção das deformidades da mandíbula, permitindo posicioná-la para frente ou para trás e ao mesmo tempo alterar a altura do terço inferior da face.


4.Osteotomia segmentar = técnica que permite movimentar cirurgicamente um ou mais dentes dentro do arco dentário.


5.Expansão palatina cirúrgica = técnica utilizada para alargamento da maxila, em pacientes adultos.


6.Osteotomia vertical de ramo mandíbular = procedimento realizado na parte posterior da mandíbula, por acesso externo ou interno, para recuar o osso.

 

 

 

Quais os benefícios da cirurgia ortognática?

 

  • Melhora a relação entre os dentes, músculos e esqueleto;
  • Melhor posicionamento da musculatura do pescoço e da base da língua;
  • Melhora da oclusão e da articulação temporomandibular;
  • Melhora da mastigação e da digestão;
  • Qualidade de vida e autoestima elevada.

 

 

 
SINTOMATOLOGIA PÓS-OPERATÓRIA - (paciente pode ou não apresentar todos estes sintomas)
 
 
- DOR (facial, ATM, Mandíbula, Cefaléia,etc)
 
- EDEMA (facial)
 
- Dificuldade de mastigação, fala, deglutição, uso de musculatura da mímica facial
 
- Alteração de sensibilidade facial
 
- Limitação dos movimentos mandibulares
 
- Obstrução nasal

Objetivos do Tratamento Fisioterapeutico


Redução total do quadro álgico (DOR) 

Redução e eliminação do edema

Recuperação da ADM dos movimentos da ATM

Restabelecimento das funções de fala, mastigação, deglutição 

Estimular e contribuir para o retorno da sensibilidade afetada em alguns casos


TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO

 

Utilização de recursos eletrotermofototerapeuticos (redução da dor e edema)

Linfobandagem

Liberação miofascial (prevenção de aderências)

Inibição muscular relexa - quebra de reflexos nociceptivos patológicos, relaxamento de musculatura, desaparecimento de trigger points

Utilização de Hiperbolóide, Ativador Helicoidal Crânio Mandibular

Técnicas Osteopáticas, Mulligan, Inervação recíproca, muscle energy

Técnicas Intra Orais

Terapia Neural

 

 

     

                        Antes                                                  Após Tratamento

 

 

DR. ANTONIO VIANA DE CARVALHO JUNIOR

 

INTERSAÚDE - RUA SOLON PINHEIRO, 1539 BAIRRO DE FÁTIMA

(85) 99955-7355  TIM (WHATSS) / 98845-9623

jrfisio@bol.com.br




COMPARTILHAR




Mais - Saúde em Dia

  1. 23.05.2017Terça TRATE SUA DOR NA COLUNA ! EM FORTALEZA
  2. 18.05.2017Quinta Fisioterapia no Pós Operatório de Cirurgias Ortognáticas
  3. 11.05.2017Quinta Abordagem Fisioterapêutica na Chikungunya
  4. 10.05.2017Quarta Terapia Neural - Tratamento Eficaz de Dores Agudas e Crônicas
  5. 26.04.2017Quarta Fisioterapia em DTM e Dor Orofacial em Fortaleza
  6. 11.04.2017Terça Dores na Coluna Vertebral, Quiropraxia pode resolver!!
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001