01 de julho de 2009 às hm
saiba mais sobre a Sindrome facetária da Coluna Vertebral


A maioria das pessoas que tem síndrome facetária se queixa de dor na parte inferior das costas que é pior quando há uma torção ou extensão (flexão para trás) da coluna lombar. A dor muitas vezes é bem localizada e, diferentemente da dor e da dormência causadas por uma hérnia de disco ou ciática, não costuma irradiar-se até as nádegas ou ao longo das pernas. Entretanto, quando as articulações superficiais se tornam artríticas, elas muitas vezes desenvolvem osteófitos que podem diminuir a quantidade de espaço disponível para as raízes dos nervos saírem do canal espinhal. Isso pode ser um fator que contribui para o desenvolvimento da estenose espinhal que causa dor, dormência e fraqueza nas nádegas e pernas.


Diagnóstico

Síndrome facetária raras vezes é a única causa significativa da dor lombar inferior, e pacientes, que apresentam essas condições, muitas vezes tem outros distúrbios que podem estar contribuindo para esses sintomas, inclusive uma doença degenerativa do disco, artrite em outras partes da coluna e muitas vezes também estenose de canal. A maioria das pessoas mesmo com artrite de leve à moderada na coluna lombar terá certeza da degeneração superficial nas articulações, se passar por uma TC (tomografia) ou RM (ressonância magnética). Uma cintilografia óssea que mostra a área de inflamação ativa na coluna é um exame que pode ser usado para determinar se há ou não doença articular das facetas e se está contribuindo para a dor nas costas do paciente. Pode-se injetar nas facetas uma mistura seletiva com esteróides e antiinflamatório. Se esta injeção alivia significativamente a dor nas costas do paciente, torna-se claro que as facetas articulares têm artrite. Com o auxílio de uma tomografia dos ossos ou de uma ressonância magnética, o diagnóstico da síndrome facetária poderá ser feito com bastante confiança.


Tratamento


Há várias opções para o tratamento da dor e do sintoma causado pela síndrome facetária. O tratamento inicial da doença das facetas implica em evitar os movimentos que causam dor nas articulações, tais como torções repetitivas, levantamento ou extensão da coluna lombar. Uma seqüência de medicamentos antiinflamatórios, alongamento e exercícios fortificantes para melhorar a força e resistência dos músculos na coluna lombar podem ser usados para aliviar esse desconforto e essa dor, bem como a inflamação causada por esse tipo de artrite. Infelizmente, muitas vezes essa não é uma solução permanente, porque a dor pode voltar após vários meses. Existem algumas técnicas que recentemente tem sido desenvolvidas, para tentar aliviar a dor da síndrome facetária como destruir permanentemente os nervos que irrigam as facetas articulares e que "sentem" a dor da artrite. Esses procedimentos usam pequenos eletrodos que são inseridos através da pele até a área dos nervos e uma corrente elétrica que destrói o nervo é enviada para a ponta do eletrodo. Esse procedimento é chamado de ablação do nervo sino vertebral.

Em outras situações, a cirurgia pode ser indicada para aliviar essa dor. Isso geralmente ocorre, quando, além da presença de outros distúrbios (doença degenerativa do disco, instabilidade espinhal ou estenose de coluna), se torna evidente, que a síndrome facetária está presente e requer um tratamento cirúrgico. No decurso da maioria das formas de fusão espinhal, o cirurgião remove as facetas articulares entre os níveis da coluna que devem ser unidas, eliminando as facetas articulares como fonte de futuros sintomas de dor nas costas.



É fato a real importância do tratamento fisioterapeutico nos distúrbios álgicos da coluna vertebral, respeitando o limiar de dor de cada paciente e as fases a qual passa o paciente, visto que técnicas como o RPG e Pilates somente devem ser realizadas após as crises dolorosas. Técnicas como a Posturoterapia ou inibição muscular reflexa, osteopatia, recursos terapêuticos, acupuntura são mais indicados.



Fonte: vertebrata

vianajunior@antonioviana.com.br

(85) 9955-7355



COMPARTILHAR




Mais - Saúde em Dia

  1. 25.07.2014Sexta Hérnia Discal
  2. 22.07.2014Terça Os novos culpados da dor crônica
  3. 16.07.2014Quarta Cefaléia e Articulação Temporomandibular (ATM)
  4. 15.07.2014Terça Pâncreas artificial, que será testado em 2016, é esperança para diabéticos
  5. 11.07.2014Sexta Cirurgia Ortognática em Fortaleza - Dr João Octávio Hyppólito
  6. 06.07.2014Domingo Fisioterapia nas Disfunções da ATM e Dores Orofaciais
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001